A gratidão traz saúde, felicidade, prosperidade e muito mais

Resultado de imagem para voce é grato

O verdadeiro sentido da gratidão.

A gratidão é reconhecer aquilo que deve ser reconhecido e valorizado. Se temos um problema, seja na família, no relacionamento, nos negócios, uma doença, algum problema é um sinal de que não estamos reconhecendo e valorizando aquilo que originou o problema.Por exemplo, se é uma doença, pode ser que faltou reconhecer e valorizar a saúde com a gratidão. Não foi a chuva, o frio, as pessoas que fizeram com que uma pessoa ficasse doente, mas seus pensamentos de medo, raiva, frustração etc.Desse jeito não houve o reconhecimento, o valor à saúde, não houve a gratidão.Para voltar ao estado de saúde é preciso reconhecê-la, com gratidão, sentindo o seu valor. Para isso é preciso mudar os pensamentos e sentimentos e praticar gratidão, que é sentir respeito e amor por si próprio.

A gratidão traz saúde, felicidade, prosperidade e muito mais.

A gratidão é reconhecer todos e tudo que fazem parte da nossa vida e contribuem para que a nossa vida esteja aqui e flua na sua mais perfeita ordem e harmonia.De nada adianta agradecer para melhorar as coisas, dizendo obrigada por isso, obrigada por aquilo; isso é falso, se não é sentido pelo coração com verdadeiro reconhecimento e valor.Existe uma ordem e harmonia para que nossa vida flua, vemos que tudo e todos estão interligados, eu não existo sem você e você não existe sem mim. Somos UM.Para isso podemos agradecer a Deus: Muito obrigado Deus, pela minha vida!Mas de nada adianta pensar que só agradecer a Deus basta. Muitas pessoas dizem “eu agradeço a Deus” e pronto, que se dane o resto. Sim, Deus continua dentro de você, mas se estamos todos interligados, então, eu não existiria se não fosse pelos meus pais.

Por isso, com sentimento de profundo amor e respeito, eu agradeço como uma criança e digo: Papai e mamãe, muito obrigado porque vocês me deram a vida!

Mas meus pais vieram de nossos avôs e avós, logo, se não fossem eles, nossos pais não existiriam e nós não estaríamos aqui. Isso é um motivo mais do que suficiente para que eu agradeça como uma criança: Muito obrigado, vovó; muito obrigado vovô; muito obrigado, nono; muito obrigado, nona!

E os nossos nonos, nonas, vovós e vovôs, se eles não existissem, os que vieram deles não existiriam e consequentemente nós também não. Então, agradecer a todos os antepassados desde o início da criação como diz no ho’oponopono, que vieram dando vida uns aos outros até que chegasse a meus pais, que me deram a vida, o meu muito obrigada do fundo de meu coração!

Tudo isso precisa ser sentido, reconhecido, com respeito e amor!

Nossa! Se parar para pensar vamos ver quão pequenos somos, mas quão grandes e cheios de valor somos. Precisamos de todas essas pessoas para existirmos.

Isso é reconhecer, e o que faz sentir esse reconhecimento e valor é a gratidão.E tem tantas mais pessoas que fazem parte de nossas vidas, que são os parentes, irmãos, tios, tias, primos, primas, cunhados e cunhadas sobrinhos, afilhados, marido, esposa, enteados. Se estas pessoas não existissem, não seria essa a nossa história, não seríamos nós a existir nessa família, familiares e antepassados. Se eles fazem parte das nossas vidas é porque é para ser assim.  Está tudo certo!Agradeço a toda a minha família e familiares: muito obrigado, eu os reconheço que fazem parte da minha vida!Se conseguirmos reconhecer isso, então, dá-se lugar ao sentimento de gratidão e as desavenças já não têm mais importância.

Acontece através do sentimento de gratidão a reconciliação pelo valor que tudo isso tem. Muito obrigado!

Aprendi e ensino que os nossos pais, papai e mamãe são como Deus nas nossas vidas, pois eles não deram a vida.Se temos algum problema, é bom dar uma olhada em como nos relacionamos com eles, isso reflete na nossa vida. Essa também é uma visão da constelação sistêmica familiar.Mesmo que tenha passado situações tristes e traumáticas com pai e mãe, ainda assim, eles deram a vida a cada um de nós e estamos aqui. Podemos mudar isso, até porque são os filhos que escolhem os pais, a fim de ser pessoas melhores, evoluir com as experiências.Muito obrigado por ter escolhido meu papai e minha mamãe, não poderia ser melhor escolha. Sinta isso.

E a melhor maneira de mudar é reconhecê-los com sentimento de gratidão, amar os nossos pais pelo que eles são e não pelo que gostaríamos que eles fossem. Amar e agradecer pelo melhor que eles fizeram. Se você hoje consegue ver isso, então, você os valoriza e respeita.

A gratidão e o amor aos nossos pais, transforma as nossas vidas, melhora nossos relacionamentos, marido e mulher, pais e filho… tudo na vida vai bem.

Agradeçamos sempre aos nossos pais, rendendo graças a eles por tudo o que de bom acontece em nossas vidas.Por cada coisa boa, diga obrigado Deus, mas diga, também, como uma criança, obrigado papai, obrigado mamãe, é graças a Deus e a eles que estamos aqui e vivemos a nossa vida.

Sinta isso! Obrigado, papai e mamãe, pelo dia de hoje! Obrigado, papai e mamãe, pelo meu trabalho! Gratidão!

Você é grato?

Resultado de imagem para voce é grato

Descubra como a gratidão melhora a vida

A emoção de expressar o valor daquilo que se tem, reconhecendo sua importância, dá nome a um dos sentimentos mais bonitos que conhecemos no ser humano, a gratidão.

E além de ser uma palavra bonita e cheia de positividade, é uma das chaves que deveria fazer parte do caminho de todos aqueles que buscam a felicidade e a vida plena. Afinal, quem não gosta de se sentir grato?

Agradecer nos tira da posição de vítima dos acasos da vida e nos coloca no papel de protagonista, apresentando uma gama imensa de elementos do mundo que tornam nossas queixas mais insignificantes. Tal como o filósofo Alphonse Karr ensinava, é quando paramos de reclamar dos espinhos das rosas e admiramos as rosas dos espinheiros.

Mas se a gratidão melhora a vida e é um caminho a se seguir para uma vida mais plena, você já pensou no quanto ela está presente em você?

Hoje lançamos a seguinte proposta: agradecer mais!

Caso não estiver se sentindo muito bem e não conseguir pensar em motivos e razões para ser grato, listamos alguns que podem lhe ajudar:

Estar vivo

Lembro que quando era criança, aproximadamente com 8 ou 9 anos, estava brincando com meu irmão no clube. Como era a piscina dedicada a saltos ornamentais, sua profundidade chegava a 5 metros, ou seja, não tinha a menor possibilidade de dar pé. No meio da brincadeira, meu irmão começou a se apoiar nos meus ombros e, logo eu estava mais tempo dentro d’água do que fora, sem respirar e tentando voltar loucamente para a superfície… lembro que a vida [até então curta] passou inteirinha pela minha mente enquanto ouvia as risadas daquele que não entendia o que estava acontecendo embaixo d’água.

 

Viver uma experiência de risco de vida (seja uma doença ou um acidente grave) faz com que qualquer um passe a entender melhor o valor da vida. Aqueles minutos que poderiam ser os finais são desesperadores, fazendo com que o seu único objetivo seja sobreviver.

Claro que é comum deixar de agradecer algo tão natural, mas a possibilidade de estar vivo e poder viver o amanhã é um motivo e tanto para agradecermos.

Estar cercado de pessoas que te amam

Acabar uma relação ou perder alguém especial é sempre motivo para questionar se podemos amar e ser amados. A resposta mais clara é que sim, estamos cercados de pessoas que nos amam muito e que às vezes deixamos em segundo plano por causa de um relacionamento amoroso mal sucedido.

 

Somos frutos do amor de uma mãe e descobrimos o amor no ambiente familiar, um tipo de amor que nunca vai acabar. Também descobrimos o amor com pessoas que aparecem pela vida, algumas se tornam amigos, outras colegas e outras viram namorado ou namorada. Lembre-se de ser agradecido por cada uma dessas pessoas que te cercam e te amam. Seja grato também por poder amar elas.

Ter coisas que ama

Você pode sonhar e desejar o novo iPhone, um novo Playstation e um guarda roupa cheio de peças novas daquela marca que você tanto ama, mas o que acha de parar de pensar naquilo que gostaria de ter e olhar com mais carinho para o que tem? Sua casa, seus móveis, suas roupas, seu celular, seus livros, seus relógios, seu gatinho vira-lata…

Sonhar com mais do que se tem é natural, mas não esqueça de olhar com carinho para aquilo que já conquistou e no valor de tudo quando entrou na sua vida.

Estar em uma das fases mais confortáveis da humanidade

Houve um tempo em que o homem saía para caçar ursos ou tigres com uma pequena lança de madeira e comíamos carne crua por não dominar o fogo. Em outro tempo, morríamos contaminados após beber a água do rio que beirava nossa casa por conta de um animal morto em sua corrente. Em um tempo, tivemos que viajar por dias andando a pé para visitar algum parente em outra cidade, se não tivéssemos condições de comprar algum cavalo ou mula extra além da que levava nossas coisas. Em outro momento, fazíamos nossas necessidades em baldes durante a noite e jogávamos pela janela pela manhã.

 

Coisas tão comuns como ter acesso a um chuveiro quente, a um microondas e a um automóvel ou transporte público são conquistas recentes. Sinta-se agradecido por viver em um tempo assim.

Estar saudável

Acordar de manhã, levantar da cama, tomar banho, escovar os dentes, preparar o café da manhã, comer e sair para trabalhar. Se você soubesse o tanto de gente que sonha com isso…

Ser grato diante de pequenas coisas que podemos fazer só por estarmos saudáveis é o mínimo.

Ter aprendido com superações

Se a vida é um aprendizado, só aprendemos naqueles momentos em que nos superamos. Passar por tristezas e desafios que nem imaginávamos ter o poder de superar nos transforma como pessoas, normalmente para melhor.

Se estiver passando por um momento difícil, procure em seu passado tudo aquilo que já superou e você vai entender melhor como encontrar a gratidão por esse aprendizado.

Aproveitar as pequenas alegrias do cotidiano

 

Ouvir a chuva enquanto dorme, ver a luz do sol iluminando o quarto pela manhã e sentir cheiro de café tomando a cozinha: por que não aproveitar esses pequenos momentos agradáveis e ser grato a eles?

Ter bons motivos para agradecer

Tenho certeza que nessa pequena lista encontrou alguns motivos para sentir gratidão. Espero que tenha muitos mais motivos que os listados aqui e aproveite também para deixar suas dicas do que agradecer.

Seja grato por cada momento, porque agradecer pela felicidade a deixa ainda maior.

 

Mãe, eu tenho que ir

Resultado de imagem para mãe eu tenho que ir

Não importa o que eu faça, não importa onde eu esteja, você sempre será a base de tudo. Mas eu preciso crescer, mãe, é hora de ir.

Talvez você demore a compreender, talvez você chore incontáveis noites por ver o ninho vazio, talvez você me ligue com aquela voz embargada, sofrida, de quem está guardando um mundo de saudade em um nó na garganta, mas mãe, eu tenho que ir.

Tenho que aprender a separar a roupa por cores na hora de lavar, tenho que descobrir que a louça continua na pia no dia seguinte, que cheiro de banheiro limpo é bom, principalmente quando fui eu que limpei.

Tenho que aprender a cozinhar mais coisas além de macarrão com salsicha, conto com a internet para me ajudar com isso. Tenho que aprender que o meu salário precisa durar 30 dias e que balada e cerveja não são lá as necessidades mais básicas.

Tenho que me sentir só, tenho que falar para as outras pessoas “minha mãe sempre diz que…” e sentir orgulho dos inúmeros conselhos que você me deu na vida e nem sempre eu dei muito valor. Tenho que identificar as amizades ruins, coisa que você fazia por mim antes, tenho que ser forte e segurar aquele palavrão que o meu chefe merecia, mas você me ensinou que um profissional sério não sai de si tão facilmente.

Tenho que criar meus próprios ritos de sábado à tarde, que antes eram fazer bolo e dançar loucamente na cozinha com você. Tenho que tirar o pijama aos domingos, fazer almoço, fazer o jantar e não simplesmente ler um livro enquanto espero que você faça tudo por mim.

Tenho que assistir àquele filme incrível sem companhia e não ter ninguém pra chorar timidamente comigo, tenho que sentir falta do abraço que era a fortaleza de que eu precisava em um dia ruim, e da sinceridade que me ensinava a ser um ser humano melhor todos os dias.

Mas não pense que é fácil para mim, vai doer todos os dias da minha vida não voltar para casa e ver seu sorriso tranquilo, poder contar cada detalhe do dia e não sentir um mínimo sinal de tédio no seu rosto.

Vou sentir saudade mesmo quando eu tiver dois filhos, mesmo quando eu tiver oitenta anos, mesmo quando eu tiver escrito o melhor livro da história.

Preciso ir, mãe, mas te levo sempre comigo.

(via Obvious)

PASSAGEM DO ANO

Image result for ANO NOVO
O último dia do ano
Não é o último dia do tempo.
Outros dias virão
E novas coxas e ventres te comunicarão o calor da vida.
Beijarás bocas, rasgarás papéis,
Farás viagens e tantas celebrações
De aniversário, formatura, promoção, glória, doce morte com sinfonia
E coral,
Que o tempo ficará repleto e não ouvirás o clamor,
Os irreparáveis uivos
Do lobo, na solidão.
O último dia do tempo
Não é o último dia de tudo.
Fica sempre uma franja de vida
Onde se sentam dois homens.
Um homem e seu contrário,
Uma mulher e seu pé,
Um corpo e sua memória,
Um olho e seu brilho,
Uma voz e seu eco.
E quem sabe até se Deus…
Recebe com simplicidade este presente do acaso.
Mereceste viver mais um ano.
Desejarias viver sempre e esgotar a borra dos séculos.
Teu pai morreu, teu avô também.
Em ti mesmo muita coisa, já se expirou, outras espreitam a morte,
Mas estás vivo. Ainda uma vez estás vivo,
E de copo na mão
Esperas amanhecer.
O recurso de se embriagar.
O recurso da dança e do grito,
O recurso da bola colorida,
O recurso de Kant e da poesia,
Todos eles… e nenhum resolve.
Surge a manhã de um novo ano.
As coisas estão limpas, ordenadas.
O corpo gasto renova-se em espuma.
Todos os sentidos alerta funcionam.
A boca está comendo vida.
A boca está entupida de vida.
A vida escorre da boca,
Lambuza as mãos, a calçada.
A vida é gorda, oleosa, mortal, sub-reptícia.
CARLOS DRUMMOND DE ANDRADE.
Image result for ANO NOVO

Médica catarinense que morreu após câncer deixou carta de despedida com reflexões e conselhos:

‘Tomem as rédeas de suas vidas’ e ‘Vivam, cada um é dono da sua trajetória’ foram algumas das lições deixados por Larissa Andressa Medeiros, de 40 anos.

Larissa Andressa Medeiros, uma catarinense de 40 anos, deixou uma lição de vida durante seu tratamento contra o câncer de mama. A médica morreu no dia 22 de dezembro, conforme o Sindicato dos Médicos do Estado de Santa Catarina (Simesc).

O conteúdo da carta deixada por ela com os aprendizados, reflexões e agradecimentos, foi postado nas redes sociais e ganhou destaque nos últimos dias após viralizar na internet ao ser compartilhado por centenas de pessoas.

Por meio de nota, o Simesc lamentou o falecimento da médica, que ocorreu em Curitiba (PR). Segundo o sindicato, o relato da carta foi feito poucos dias antes dela morrer.

Nascida em Lages, na Serra catarinense, Larissa era casada e atuava no hospital das Clínicas da Universidade Federal do Paraná (UFPR). Ela formou-se em 2001 em Medicina pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Foi filiada ao Simesc até 2013, quando mudou para a capital paranaense, onde seguiu na atividade profissional na área da Hematologia, com destaque para a atuação na área do transplante de medula óssea.

“Querida família!

Ando mais reflexiva e ausente… tem sido dias difíceis. Pensei na morte, mas vi um documentário da minha incoerência, já que é a coisa mais certa… pedi a Deus uma 2ª chance ou força p entender se ele tiver outro propósito.

Vou fazer um pedido aqui:

– Hoje minhas chances de cura são menores do que as de sucesso! Luto por 10% de cura! Sem drama, é um fato!

– Quero e vou vencer, com a ajuda de Deus e Nossa Senhora, sem as estatísticas dos homens!

Mas queria com muito carinho que se lembrem das coisas que estou aprendendo…

– Hoje ter 1, 2, 5 ou 20 milhões num banco, ter um bilhete de viagem maravilhosa, um vestido lindo ou poder ir em restaurantes incríveis… um bom vinho, um doce delicioso… NADA disso eu poderia usufruir agora. Não mudaria minhas chances ou acessos aos remédios, não teria pique e disposição para viajar (não posso me ausentar por mais de 15 dias pela quimio, que tem dado muitas reações extras), não posso beber, comer muitos doces… e não tenho ânimo físico para usar um lindo vestido com alegria…

A vaidade de crescer cientificamente, ganhar algo na profissão, prestígio? Nada fica… perdi tanto tempo com isso… fui tão tola em vários aspectos… só o carinho dos amigos colegas e pacientes que o trabalho trouxe… Mas claro que não serei hipócrita: Trabalhar, responsabilidades, ter economias… são coisas importantes, mas NÃO são mais do que viver o hoje… ter conforto, usufruir das boas coisas da vida valem a pena… Já viver sempre esperando um futuro que pode não chegar, isto é ir morrendo aos poucos.

Então, o que ficou e o que mais me alegra? As boas lembranças dos momentos e experiências que vivi… as risadas, os carinhos, a alegria das viagens que tanto gostava, da comida gostosa fosse caseira ou de um bom restaurante… os sentimentos verdadeiros e o amor puro da família e tantos amigos queridos que redescobri.

Sei que nada será tão palpável como é para mim que precisei passar por isso para ter tanta clareza de pensamentos… ouvia isso dos padres mas não coloquei em prática…

Gostaria q experimentassem sem ter que passar por algo ruim para mudar:

– Brigas, reclamações, vaidades, conflitos… acontecem mas deixam o ar muito pesado, sugam nossa energia e não levam a nada. Transformam a reunião alegre em algo desagradável. Amor, perdão, paz, alegria renovam tudo.

– Nós sendo filhos, noras e genros, pais, irmãos, casais, todos iremos errar… escolher o caminho tem esse desfecho: de acertar ou errar. E errar tem o aprendizado, só o erro traz essa graça de aprender e mudar! Não aprendemos com os erros alheios infelizmente. Os acertos infelizmente também não trazem esse conhecimento todo, por ironia… ninguém sabe o que é certo… o certo para mim não é para os demais.

Vamos conviver em paz, respeitar a individualidade das pessoas, dos casais, mesmo não sendo nossa opinião. Vamos celebrar a vida, ter prazer nos encontros, evitar brigas ou assuntos pesados. Queria que todos que puderem começassem a passear, viajar, praticar a leveza no dia a dia. Quem quiser ir, voltar, sair, ficar, silenciar… siga seu coração… decida por si… não esperem permissão para serem felizes. Só quem pode nos autorizar somos nós mesmos.

– [Nome do marido], meu amor, tem me ensinado muito também… foi um ano terrível para nós… muitas concessões, ajustes… mas nosso amor tem aprendido a ser laço de fita, não e nunca NÓ… nos respeitamos, apoiamos, nos incentivamos mutuamente… se você está estressado, volta da corrida, leve, com o sorriso mais lindo no rosto e só traz boas energias para mim. Não fala nada pesado, não fala de ninguém, sempre positivo, o melhor companheiro que eu poderia ter… meu amor ❤! Muitas vezes discordamos, queremos coisas diferentes, mas aprendemos a respeitar a decisão do outro sem perder tempo tentando convencer a nossa maneira… acho que ganhamos mais amor e respeito! Amor não é posse ou prisão, é liberdade e respeito.

Sei q ainda temos muito a aprender… mas acho q estamos no caminho, entre acertos e erros.

– Tenho vontade de gritar, para todos que quero bem: “Tomem as rédeas de suas vidas… viajem, namorem, comprem com responsabilidade o que lhes dá prazer… a vida é HOJE!! Só hoje!!! Viagens, comer num lugar gostoso, comprem a roupa bonita que querem.

Não sabemos se viveremos até o futuro… se gozaremos da aposentadoria… se teremos saúde e ânimo p aproveitá-la! Vivam, vivam, cada um é dono da sua trajetória… e a vida dará em troca, amor verdadeiro, grandes amigos que farão parte da família… e muito boas memórias”.

VOCÊ NÃO ESTÁ SOZINHO – UM TEXTO PRA REFLETIR.

Image result for voce nao esta sozinho no mundo

Não sei se você já se perguntou o que tem feito com a própria vida. Se tem lutado pelos seus sonhos e defendido as suas ideias e valores mais preciosos com gana de herói. Se as suas escolhas realmente têm refletido quem você verdadeiramente é, o que quer, o que pensa, no que acredita, aonde quer chegar. Se tem motivos para se sentir feliz e realizado, se faria tudo de novo, se gostaria de voltar no tempo e fazer diferente… Não sei.

É fim de ano e, de repente, a gente começa a pensar naquelas coisas que geralmente não pensa, consegue entender? É como se a gente fosse levando, levando, levando e, quando se dá conta, o tempo passou tão rápido que mal pudemos perceber. E aí, será que nessa levada louca não esquecemos coisas importantes pelo caminho?

Dizem que as coisas mais lindas e verdadeiras são também as mais simples. Uma palavra de fé, esperança e incentivo na hora da dor, da dúvida ou do medo. Um abraço apertado que acalenta, liberta e conforta. Olhos que te olham, que te enxergam, que te dizem sim. Alguém que simplesmente se importa. A presença mesmo na ausência. A sensação de que você está em casa, simplesmente em casa, seja lá onde realmente você estiver.

A vida é labirinto, já reparou? Um caminho cheio de curvas, barrancos, estacas, derrapadas. Uma estrada cheia de setas malucas que apontam para aqui e para ali. Um espaço sagrado de tentativa e erro, tentativa e acerto, tentativa e erro de novo, tentativa e acerto de novo. Aprendizados. Recomeços. Buscas internas. Escolhas. Renúncias. Paciência. Perdão.

Nesse caminhar às vezes tão solitário, nessa trajetória tão única e particular, vale a pena se perguntar o quanto valeu a pena. O quanto tem valido a pena. E olhar para o lado. Abrir a janela. Aprender com o outro. Sonhar com o outro. Sorrir para o outro. Celebrar pelo outro. Sentir compaixão. Viver com-paixão. E agradecer.

Agradecer pelo bom e pelo ruim. Pelos sins e pelos nãos. Por todas as suas vitórias. Pelas vezes em que você fracassou. Pelas pessoas que, com tanta sabedoria e generosidade, o Universo colocou no seu caminho só para que você pudesse crescer, aprender e evoluir. Com elas. Por elas. Apesar delas.

Pelas pedras no caminho. Pelos momentos de dor e pesar. Pelos pequenos grandes milagres. Por todas as vezes em que você fez alguém sorrir. Por todas as vezes em que você estendeu a mão, espalhou esperança e amor, foi de verdade, foi de corpo, alma e coração. Foi simplesmente você.

Gratidão. E é essa a palavra que, todos os dias, nos faz recordar o real sentido da vida: saber que, apesar dos pesares, das escolhas, das renúncias, dos erros, dos acertos, dos tropeços e das pequenas vitórias e derrotas de cada dia, você não está sozinho.

Sim. É certo que a escolha é sua. Que a vida é sua. Que da sua trajetória, quem sabe é você. Mas é sempre bom ouvir um “conte comigo”, não é mesmo?

Porque você não está sozinho. Porque existe quem realmente se importa. Quem realmente te ama. Quem realmente está pra você e com você. Hoje. Agora. Sempre.

Não sei se você já se perguntou o que tem feito com a própria vida, mas, se quer um conselho: chegou a hora.

A vida passa rápido demais. No final de tudo, você certamente vai se perguntar se esteve para o outro, se fez a diferença na vida do outro, se estava ali com presença efetiva, coração aberto, compaixão. No final de tudo, você certamente vai se perguntar se viveu, se amou, se foi importante no mundo de alguém.

Não deixe a dádiva de viver para um final que você nem sabe quando será. Recomece agora. Faça o que tiver que fazer agora. E, e for pra pedir ajuda, peça. Pedir ajuda não é sinal de fraqueza, muito pelo contrário. O mundo carece de gente que reconhece o valor da humildade e abraça a vulnerabilidade sem medo do que os outros vão pensar ou falar a respeito. Seja humilde. Não precisa carregar o peso do mundo nas costas. Aprenda a dividir também.

Vai lá. Faça valer a pena.

Estamos todos num mesmo barco.

Rema.

Nada mais triste do que passar pela vida e não viver.

TRATANDO BEM QUEM TE TRATA MAL

Não somos perfeitos, porém às vezes vivemos como se fôssemos. Não somos aceitos pelos outros , às vezes, porém vivemos como se tivéssemos que ser. Aí residem nossas angústias. Muitas vezes queremos que tudo na nossa vida esteja bem, queremos que todas as pessoas gostem de nós, mas esquecemos que as pessoas são diferentes, tem formações diferentes, estilos, gostos, problemas, funções e disfunções que muitos de nós desconhecemos. O ser humano é, na verdade, um corpo habitado por um mundo de gente.

Outro dia, um amigo sofria muito porque percebeu que um colega o detestava. Ele entrou em crise e passou a viver este pesadelo em sua cabeça. Refletia à todo o momento qual era o motivo que o outro não gostava dele, sendo que era uma pessoa tão querida por todos. Nunca teve, na vida, alguém que ele não se relacionasse bem. Então, por isso sofria. Ele tentou conversar, aproximar, para descobrir o que ele tinha feito ao outro. Ele mesmo estava disposto à fazer qualquer coisa para acabar com aquela indisposição. Pediria perdão, seja o que fosse. Porém, isto não foi o suficiente. Quanto mais ele aproximava, mais mal tratado ele era. Sentava-se para conversar, o colega levantava e saia na maior grosseria. Neste momento, a revolta começou a lhe tomar o espírito. O sentimento passou a ser de revanche. Um dia, ele foi muito mal tratado e resolveu revidar na mesma moeda. Quando já se preparava para agir, ele parou e pensou : “mas o que mesmo eu estou fazendo comigo ?” . “Ele é grosseiro de natureza, eu não.” “Se eu agir como ele, ele está definindo minhas atitudes”. “Quem controla minha atitudes sou eu, eu sou educado de natureza”. ”Não vou deixar ele ditar minha conduta”. E ele o respondeu com um tratamento zeloso e respeitoso.

Estes pensamentos passaram como um raio na mente de meu amigo, porém, com tal profundidade, ele descobriu a grande arte de conviver com pessoas. Não são elas que ditam nossos comportamentos, somos nós, se o quisermos. Se eu reajo como o outro quer, ele está definindo meu comportamento. Se alguém me trata mal e eu faço o mesmo, foi o outro que me dominou e definiu meu comportamento. Ora, nunca acabamos com o tratar mal se tratarmos mal, se não pelo tratar bem. Quando você reage tratando bem, você neste momento está dizendo muitas coisas ao outro. Coisas como : quem manda em mim sou eu, quero lhe mostrar uma forma melhor de tratar os outros, aprenda comigo, sua grosseira vai morrer em você, etc.

Os motivos que levam uma pessoa tratar mal gratuitamente o outro são tão numerosos que seria impossível citá-los, no entanto, ciúmes, invejas, experiências passadas, desordem psicológica, medo, entre outros são muito comuns.

Quando alguém aparecer em sua vida lhe tratando mal gratuitamente, lembre-se : esta pessoa está te ajudando a ter domínio sobre você mesmo. Ora, então temos que agradecê-la ! Podemos agradecê-la tratando-a bem ! O mal nunca termina pelo mal, mas pelo bem.

Fica Dica !!!