Receita de risoto de abóbora e sálvia

 O bacon e o parmesão são opcional.

Ingredientes:

1 Abóbora, descascada e cortada em pedaços pequenos

3 colheres de sopa de azeite

1 xícara  de sálvia folhas frescas e picadas

6 xícaras de caldo de legumes

1/4 xícara de Manteiga 

1 Cebola  finamente picada

1,5 xícaras de arroz arborio 

1 copo de vinho branco

(OPCIONAL) Parmesão ralado e pedaços de bacon, valor adicionado a seu critério

Pré-aqueça o forno. Misture a abóbora picada com azeite de oliva e a sálvia picada em uma panela rasa e leve no forno, ( 1 colher de sopa ) de azeite.

Certifique-se de que uma camada de abóbora esteja espalhada uniformemente na panela e asse no forno por 30 min. Depois de terminar desligue o forno e deixe descansar  enquanto faz os outros passos para o risoto.

Enquanto a abóbora estiver assando, despeje o caldo de legumes em uma panela e deixe ferver.  Em uma frigideira  separada grande derreta a manteiga em fogo médio e adicione a cebola picada. Mexa bem até a cebola ficar transparente e adicione o risoto . Mexa tudo até que tudo esteja coberto de manteiga e quando as bordas dos grãos do arroz risoto começarem a parecer transparentes.

 Nesse ponto você deve mexer de forma consistente.

Despeje o copo de vinho branco e deixe ferver na mistura de risoto e cebola até evaporar completamente. Depois de evaporado, comece a adicionar o caldo de legumes que foi fervido e abaixe o fogo para se manter aquecido, e vai adicionando aos poucos no risoto Aqui está o truque para obter o risoto perfeito –  NÃO adicione outra concha de caldo até que a atual seja totalmente evaporada. É um processo de paciência  porque  você precisa continuar mexendo o tempo todo a cada caldo de legumes adicionado novamente.

Uma vez que todo o caldo tenha sido colocado todo o risoto deve começar a parecer cremoso e levemente ensopado. O teste de sabor determinará se o risoto está macio o suficiente para consumir e eu sugiro prová-lo antes de terminar

Lembre-se da abóbora !? Neste ponto acredito que você manteve elas no forno delegado quente .Pegue uma colher ou espremedor de batatas e amasse metade da abóbra e mantenha a outra metade na forma original. Acrescente a abóbora amassada no risoto até que ela se misture bem. Neste ponto você pode adicionar os pedaços de queijo ou bacon opcionais e misturar também na mistura.

Pegue um prato e  coloque um pouco de risoto e adicione alguns pedaços inteiros de abóbora que você separou e sirva-se ! Você criou com sucesso um prato incrível .

Vanessa Bonafini

http://www.vanessabonafini.com.br

 

O que são os superalimentos e como você pode usá-los para melhorar sua alimentação

O que superalimentos destacam-se por serem alimentos ricos em nutrientes essenciais, que são  excelentes, para o bom funcionamento do organismo tais como vitaminas, minerais, antioxidantes, aminoácidos , fibras, ácidos gordos essenciais está.
Superfoods, SuperAlimentos

O QUE SÃO SUPERALIMENTOS?

Um superalimento é um alimento particularmente rico em compostos como antioxidantes, fibras ou ácidos graxos, que são especialmente benéficos para a saúde. Bem amplo, certo? Bem, tudo se resume às alegadas propriedades de melhoria da saúde que os alimentos têm e benefícios nutricionais que você pode obter com eles.

Espinafre e couve podem ser considerados superalimentos, graças à sua abundância de vitaminas e minerais e a todos os benefícios da promoção da saúde que você recebe ao comê-los. O mesmo vale para um suco verde cheio de superalimentos. Além disso, coisas como os adaptogens – também conhecidos como cogumelos medicinais, ervas e temperos frequentemente usados ​​na medicina oriental – podem ser considerados superalimentos e também usamos em muitas receitas em Nutrition Stripped.

Quando você vê os alimentos como uma ferramenta para sua saúde que ajuda a prevenir doenças crônicas, mantém sua mente afiada, sustenta seu sistema imunológico ou lhe dá mais energia, então você deseja consumir os alimentos que oferecem o melhor retorno possível – os alimentos que fornecem várias dessas vantagens em uma única mordida.

Então, quais são alguns dos superalimentos mais populares no momento? Leia sobre três superalimentos modernos, mas eficazes, e maneiras comuns de encontrá-los.

VOCÊ PRECISA DE SUPERALIMENTOS E QUANDO DEVE USÁ-LOS?

Em primeiro lugar, se você não está comendo bem de forma consistente um superalimento não vai magicamente torná-lo saudável. 

Pense nos superalimentos como uma maneira de melhorar o sabor ou adicionar um impulso de nutrientes à sua refeição já saudável e equilibrada.

Você não precisa comer superalimentos para ter um estilo de vida saudável. Superalimentos podem ser caros para muitos, mas se é algo que você deseja explorar, pode ser uma maneira divertida de experimentar novos alimentos e melhorar ainda mais à sua refeição.

8 SUPERALIMENTOS COMUNS QUE VOCÊ PODE EXPERIMENTAR PRIMEIRO

Alguns superalimentos vêm em sua forma natural , por exemplo, couve ou outras verduras enquanto outros estão disponíveis em uma capacidade mais conveniente, como  em pó ou líquido. Aqui estão alguns dos superalimentos mais recentes que têm crescido  na popularidade, além do que eles fazem e como usá-los.

Lembre-se, de verificar a fonte de onde está  vindo o seu superalimento e faça algumas pesquisas sobre a marca, para saber se é de boa procedência .

1. Óleo ou Pó MCT

MCT significa triglicerídeos de cadeia média, que é um tipo de gordura. Você encontrará MCTs em cocos e óleo de coco embora possa comprá-lo em forma de óleo, também o encontrará em pó. Seu corpo pode digerir mais facilmente os MCTs, graças à sua cadeia química mais curta.

Um dos maiores benefícios do MCT é que ele pode ajudar a aumentar a saciedade e diminuir a ingestão de alimentos, o que pode levar à perda de peso, de acordo com uma pesquisa. Eles também demonstraram ajudar a melhorar a microbiota intestinal, levando a resultados promissores para queima de energia e saúde metabólica isso é especialmente benéfico para indivíduos obesos.

Obviamente, o MCT não será sua salvação mágica para perda de peso. É um bom complemento para uma dieta saudável, baseada em vegetais mas não é um remédio para perder peso ou resolver todos os problemas de saúde.

Como usar o MCT Powder:

Você pode ter excesso de MCT em sua dieta por isso não exagere no consumo. Tente manter cerca de uma a duas colheres de sopa no máximo por dia. Acrescente facilmente em um smoothie ou uma xícara de café pela manhã para dar à sua bebida uma dose de gorduras saudáveis ​​para mantê-lo satisfeito e com mais energia.

O MCT em pó ou óleo é um ótimo superalimento para experimentar se você gosta de chá ou café com leite, porque pode ser adicionado diretamente a eles.

2. Levedura Nutricional

O fermento nutricional tem um sabor forte e o sabor é semelhante ao queijo cheddar rico e acentuado, por isso é o fator de sabor perfeito em muitas receitas para obter esse sabor de queijo, mesmo se você não come laticínios. É isso que o torna tão popular no estilo de vida vegetariano e vegano!

O fermento nutricional é comumente chamado de “superalimento” porque contém muitas  vitaminas do complexo B, proteínas e fibras em um volume muito pequeno.

Este é um ótimo superalimento para tentar começar, porque entra em muitas receitas à base de plantas e pode ser adicionado com facilidade em muitos alimentos.

Como usar levedura nutricional:
Use levedura nutricional polvilhada em tudo e qualquer coisa! É ótimo no arroz, batatas, pipoca e legumes assados. Você também pode misturá-lo em molhos.

3. Nibs de cacau

 São pequenos grãos de cacau esmagados, embalados com uma abundância de benefícios nutricionais e deliciosos.

 Como a maioria dos produtos de chocolate que existem  por aí as pontas de cacau são naturalmente muito baixas em açúcar. Assim como nossos outros superalimentos, as pontas de cacau são naturalmente embaladas com antioxidantes que ajudam a combater os radicais livres que de outra forma causariam danos ao nosso corpo. Eles também têm uma quantidade surpreendente de fibras e gorduras, que os tornam um ótimo componente de refeição para aumentar a saciedade.

Além disso, os flavonóides do cacau demonstraram diminuir a inflamação.

4. Goji Berry

Os goji barry ganharam o título de superalimento devido à sua grande densidade de nutrientes e teor de antioxidantes.

Se você nunca experimentou um goji berry, eles têm gosto de passas e amora misturados!

Os goji barry são embaladas com fibra para ajudar a mantê-lo cheio e sustentar energia o dia todo. Eles também são elogiados como uma fonte potente de antioxidantes  a zeaxantina, por exemplo é responsável pela cor vermelha e laranja brilhante do goji berry. Seus antioxidantes ajudam a proteger o corpo dos radicais livres aos quais podemos estar expostos. O consumo de bagas de goji também tem sido associado ao aumento da testosterona, energia, resistência e qualidade do sono.

Como usar bagas de Goji:
Use como faria com qualquer fruta seca! Acrescente com mingau de aveia, saladas ou smoothies. Eles também são ótimos para adicionar um pouco de sabor doce para acompanhar misturas ou sobremesas!

5. Spirulina

Spirulina é uma microalga verde-azulada cultivada e colhida em fontes de água muito alcalina.

Spirulina fornece uma série de benefícios para a saúde. Possui propriedades anti-inflamatórias dos antioxidantes, pode aumentar a função imunológica, proteger o fígado, reduzir reações alérgicas, melhorar a resistência muscular, melhorar o estresse oxidativo, reduzir o câncer bucal e também ajudar a combater infecções e doenças relacionadas a antibióticos. 

A Spirulina também é embalada quase 80% de proteína por peso seco de proteína, essencial para reconstruir o tecido muscular após os treinos, mantendo a massa corporal magra especialmente se você estiver em um plano de perda de peso ou gordura e essencial para o  processo metabólicos no corpo

Como usar Spirulina:
Spirulina pode ser adicionada a smoothies, sobremesas, sucos frescos ou água para aumentar a nutrição. Ele também adiciona uma bela cor azul aqua à receita quando usada!

6. Adaptogens

Os adaptogens incluem uma variedade de produtos, como cogumelos medicinais, ervas e especiarias. Freqüentemente utilizados na medicina oriental eles se tornaram muito mais populares na cultura ocidental nos últimos anos. Esses alimentos oferecem muitos benefícios que promovem a saúde, incluindo possíveis tratamentos e prevenção de doenças. Um estudo também mostrou que os adaptógenos podem ajudar seu corpo a lidar melhor com o estresse, o que geralmente pode causar estragos em seu corpo. Isso também pode levar a uma maior longevidade.

Além dos cogumelos, um adaptógeno popular e conhecido é o açafrão . A cúrcuma em particular mostrou benefícios promissores à saúde como combater a doença de Alzheimer. Outros adaptógenos menos conhecidos incluem ashwagandha, Rhodiola, manjericão, ginseng asiático e Schisandra.A maioria dos adaptógenos é mais comumente usada como anti-inflamatório o que pode ajudar a afastar da doença e da dor.

Como usar o Adaptogens:

Como a maioria dos adaptógenos são especiarias ou ervas, você pode jogá-los em smoothies, saladas, café ou outras bebidas de sua preferência.

7. Maca

A maca é um vegetal de raiz adaptogênico da família dos crucíferos cultivado no Peru.

Os benefícios da maca incluem equilíbrio hormonal, resistência, redução da ansiedade e depressão, força física e foco ou clareza mental. Maca também melhora a fertilidade e libido. Embora às vezes as evidências científicas das alegações sobre os benefícios para a saúde da maca não sejam significativamente suportadas, o conteúdo puro de minerais e vitaminas justifica essa raiz como um “superalimento”.

Como usar Maca:
Maca é um pó fino que pode ser adicionado a qualquer coisa como aveia, granola e cereais de café da manhã a sobremesas, smoothies e sucos . O pó é facilmente misturado em qualquer coisa que você escolher.

8. Cogumelos

 Os cogumelos podem ser incluídos na categoria adaptógenos, mas eles também tem  várias formas, desde alimentos integrais, versões secas, até um pó e em diferentes tipos, como reishi, shiitake, chaga, maitake, ostra-rei ou cordyceps. Os benefícios dos cogumelos são interessantes e merecem mais pesquisas sobre seus benefícios ajudando a reduzir certos tipos de câncer a melhorar a saúde do coração.

 Podem ajudar a melhorar a imunidade e melhorar a saúde do coração e reduzir resfriados comuns e certos tipos de câncer. A maioria desses benefícios vem das propriedades anti-inflamatórias e antioxidantes dos cogumelos. Algumas pesquisas mostram que os cogumelos fornecem todos esses benefícios para a saúde porque protegem contra o estresse oxidativo e podem ajudar a fortalecer as mitocôndrias ou as potências que fornecem energia às células do corpo.

Durante o processamento dos alimentos, grandes quantidades dos seus componentes são perdidos, então o ideal para se poder beneficiar de todos eles é consumi-los crus e de preferência sempre que possível orgânicos. Mas sabemos que nem sempre isso é possível  devido aos preços elevados que são comercializado.

 

 

Vanessa Bonafini

http://www.vanessabonafini.com.br

Como usar a alimentação consciente para melhorar seus hábitos alimentares

A alimentação consciente é uma prática que permite que você seja mais intencional com seus hábitos alimentares, além de manter um relacionamento saudável com a comida

Desacelerar e conscientizar mais o que você está comendo e como se sente antes, durante e após as refeições é uma das melhores práticas que você pode ter para encontrar o que funciona para você e criar hábitos alimentares saudáveis. 

Não há restrições quanto aos alimentos ao praticar a alimentação consciente, e isso ajuda a criar mais consciência, pensamentos e emoções positivas em torno dos alimentos e das refeições.

Ao se sintonizar com nossos corpos e honrar nossos gostos, aversões, vontades e necessidades pessoais, você pode desenvolver uma abordagem mais sustentável da alimentação que o suporte em sua vida diária. 

O QUE É COMER CONSCIENTE?

Acreditamos que existem dois aspectos importantes de se comer bem todos os dias, o que você come e como você come. O conceito de alimentação consciente é mais sobre como comer e não o que ou quanto você está comendo. É tudo sobre colocar o foco de volta na sua experiência nas refeições.

A fim de comer conscientemente, precisamos ouvir nossos sinais de fome, gosto e saciedade.

Ao comer conscientemente, os alimentos que antes eram rotulados como “fora dos limites” ou “ruins” que instigariam episódios de compulsão alimentar, não têm mais poder sobre você.

Vamos aprofundar os princípios específicos por trás dessa maneira de comer.

Desacelere e aprecie suas refeições sem distração

Comer rapidamente tornou-se parte da nossa cultura. Seja um café da manhã em movimento, quando você está correndo pela porta ou um almoço rápido, para voltar ao trabalho  tudo parece ter sido acelerado.

Ao comer conscientemente, é importante diminuir o ritmo da sua alimentação. Faça uma pausa ou respire fundo entre as mordidas e depois mastigue e engula completamente antes de dar a próxima mordida.

Diminuir a velocidade do processo de comer permite que você esteja presente naquele momento e avalie verdadeiramente  ainda estou com fome ou estou apenas comendo sem pensar?

Comer conscientemente também significa que quando você está comendo, você está apenas comendo. Dessa forma, você pode realmente se concentrar em sua comida, apreciá-la e experimentá-la de verdade.

Quando você faz essas coisas, é capaz de experimentar sua comida de maneira mais consciente  a maneira como a comida tem sabor, tudo isso contribui para a experiência de comer.

Preste atenção  quando se sentir satisfeito (a)  

Quem mais cresceu ouvindo sobre o clube do prato limpo?

É muito comum as pessoas acreditarem que, se houver comida no prato elas precisam terminar. Às vezes pode até haver um sentimento de culpa ou vergonha quando a comida é deixada intocada.

Se você realmente está com fome e quer limpar o seu prato  vá em frente!

Os sinais da sua fome são a maneira do seu corpo dizer que precisa de energia. Ao comer conscientemente, queremos apenas garantir que nossas dicas de fome guiem nossa alimentação, em vez de sugestões situacionais ou ambientais.

Também é importante ouvir sinais de fome e saciedade ao determinar quando comer. Em vez de comer em um horário rígido, comer atentamente significa reconhecer quando seu corpo diz que você está com fome de verdade.

O fato de utilizar essas dicas de fome e saciedade dará a você o poder de determinar gatilhos que não são a fome para comer, e sim para que você possa entender melhor seu relacionamento com os alimentos.

Se você já lutou para comer quando está entediado, estressado ou sentindo outras emoções, essa habilidade pode ajudá-lo a entender essas situações e lidar com suas emoções. 

Coma alimentos que sejam nutritivos para o corpo e satisfatórios para você 

É essencial nutrir-se de alimentos ricos em nutrientes e garantir que você esteja fornecendo ao corpo os nutrientes necessários para que ele funcione adequadamente. 

Mas a comida é muito mais do que apenas alimentar nosso corpo físico. Comida é sobre conexão, prazer, diversão, experiência, cultura, celebração, tradição e expressão artística, especialmente ao cozinhar.

Seus gostos e aversões devem orientar suas escolhas alimentares e seus hábitos alimentares. Comer alimentos que você realmente gosta é consciente.

Não se julgue com base nos seus gostos e desgostos. Todo mundo é diferente e é perfeitamente aceitável querer e apreciar o sabor de algo que pode não ser necessariamente considerado saudável  em nutrientes  como eu gosto de dizer, pode ser bom para a alma.

Encontre alimentos ricos em nutrientes que você goste e que também não se sintam culpados por apreciar alimentos que você gosta que não sejam tão nutritivos.

Pratique gratidão em relação à sua comida 

Quando você se sentar para comer  pense em todos os diferentes componentes dessa refeição e expresse gratidão pelo que tem. 

Quanto mais você aprecia e realmente experimenta sua comida, mais consciente e no momento em que estará com suas ações e escolhas.

Reflita sobre suas escolhas 

Dizemos isso o tempo todo, mas o perfeito não existe. Mesmo aqueles que praticam a alimentação consciente há anos podem agir sem pensar aqui e ali  e tudo bem  isso é esperado!

O objetivo aqui é apenas reconhecer quando isso acontece e como você se sente. Talvez seja por estresse ou tédio. Ou talvez você tenha acabado de comer ao ponto de desconforto.

Seja qual for o cenário, aprender a estar ciente e refletir sobre situações como essas ajudará você a se entender ainda mais.

BENEFÍCIOS DE COMER CONSCIENTEMENTE

Agora que conhecemos os principais componentes da alimentação consciente, por que devemos nos preocupar em experimentar?

Crie um relacionamento saudável com alimentos

Um relacionamento saudável com a comida é vital para absolutamente todos.

Quando dizemos um relacionamento saudável, isso significa alguém livre de regras alimentares, culpa ou julgamento, liberdade de comida, se quiser.

Se você lutou com distúrbio alimentar, hábitos alimentares desordenados ou dieta crônica, criar um relacionamento saudável com os alimentos através da alimentação consciente pode fazer toda a diferença na sua recuperação.

Por exemplo, muitos estudos demonstraram que o uso da alimentação consciente provou ser bem-sucedido na minimização de episódios de transtorno da compulsão alimentar periódica, alimentação emocional e alimentação desencadeada .

Aprenda a monitorar dicas ambientais ou emocionais 

Muitas vezes, nossos hábitos alimentares ou escolhas alimentares podem ser feitos a partir de sugestões ambientais  como as batatas fritas na sala do escritório ou o que seus amigos estão pedindo quando você sai para comer  ou sugestões emocionais  como estresse, tédio ou tristeza. 

Em vez disso, queremos fazer escolhas alimentares com base em nossos sinais de fome e saciedade, e uma alimentação consciente pode ajudá-lo a praticar  isso.

A alimentação consciente o orienta a sintonizar onde você está com seus níveis de fome e o que seu corpo precisa e deseja.

Às vezes, isso pode ajudá-lo a dizer, você sabe o que é. Eu não quero essas batatas fritas agora ou Eu realmente não gosto dessas batatas no escritório, eu prefiro ter um pedaço do meu chocolate favorito quando eu chegue em casa mais tarde. 

Outras vezes, pode ajudá-lo a dizer. Eu não estou com tanta fome, mas eu realmente apreciaria uma sobremesa agora. Vou ver se alguém quer compartilhar, para não me sentir muito culpado.

Ou talvez. Percebo que não estou com fome, mas quero um lanche. Eu acho que é porque eu estou entediado agora. O que eu poderia fazer?

Ao conscientizar o que você está sentindo e as escolhas que você está fazendo, você pode obter pequenas informações sobre si mesmo assim você tende a comer enquanto assiste à TV ou não gosta muito dos lanches no escritório, mas os come de qualquer maneira .

Seja como for, essa consciência pode ajudá-lo a fazer escolhas que se alinham melhor com o que você deseja sentir e com o que seu corpo precisa e deseja, em vez de ser influenciado por fatores externos. 

Desenvolver um melhor relacionamento consigo mesmo

Comer conscientemente pode trazer sua atenção de volta para você e seus hábitos alimentares.

Dedicar um tempo para fazer uma pausa, comer devagar e sem distrações pode mostrar onde estão os gatilhos externos da comida e permitir que você fique mais sintonizado com os sinais de fome e saciedade.

A alimentação consciente também permite determinar quaisquer associações ou sentimentos negativos que você possa ter com a comida.

Uma vez que você consiga reconhecer e entender essas partes de si mesmo, a alimentação consciente pode ajudá-lo a criar mais consciência, pensamentos e emoções positivas em torno da comida.

SINAIS DE QUE VOCÊ PODE ESTAR COMENDO SEM PENSAR

Às vezes, quando temos hábitos a longo prazo, pode ser difícil identificá-los no primeiro momento não importa, você pode  começar a mudá-los.

A seguir, estão alguns dos sinais mais comuns de comer sem pensar:

  • Sentir-se excessivamente cheio no final de uma refeição
  • Comer constantemente sem sentir fome ou saciedade
  • Vivenciando episódios de compulsão alimentar
  • Sentindo-se como se você mal tivesse provado uma refeição até o final dela
  • Experimentando um descontrole em torno dos alimentos
  • Comer refeições tão rapidamente que você mal tem um momento para experimentar a comida de verdade

Comer sem pensar não é nada para se envergonhar. Estou disposto a apostar que todo mundo já experimentou um ou mais desses sinais em um ponto de suas vidas.

Simplesmente reconhecer o ato de comer sem pensar já o coloca no caminho certo para se tornar mais consciente e intencional com seus hábitos alimentares.

 9. PRÁTICAS ALIMENTARES CONSCIENTES PARA EXPERIMENTAR HOJE 

Se algum dos sinais acima mencionados, se encaixam para você aqui estão algumas etapas que você pode começar para comer com mais atenção.

1. Faça o check-in antes e depois das refeições

Antes e depois de comer, pare e pergunte a si mesmo: “Como me sinto?”.

Determine se você está com fome ou cheio, relaxado, estressado ou com algum problema  emocional. Ao fazer isso, você também pode determinar por que está comendo. Idealmente, só comemos quando estamos com fome, mas esse nem sempre é o caso.

Ao praticar esse auto-check-in, com o tempo você pode se tornar consciente e entender melhor seu relacionamento com a comida. Você pode desenvolver o hábito de estar atento à sua alimentação e hábitos alimentares.

2. Remova todas as distrações das refeições

Distrações na hora da refeição podem rapidamente tirar a atenção de comer.

Tire um tempo para pensar ativamente sobre todas as distrações que você geralmente tem enquanto come. Talvez seu telefone, TV ou até mesmo tarefas de trabalho durante a hora do almoço.

Remova essas distrações e concentre-se apenas em comer. Isso traz a atenção de volta à sua refeição e você terá muito mais chances de reconhecer e perceber sua fome, saciedade, gosto e a experiência geral de suas refeições.

3. Mastigue completamente

Sei que este parece obrigatório, mas mastigue bem a comida!

Quando estamos com pressa ou simplesmente comendo rapidamente por hábito, a comida acaba passando para o esôfago mal mastigado. Isso não é apenas desvantajoso para a atenção plena, mas também pode causar complicações na digestão, como inchaço e gases.

Quanto mais mastigamos a comida, mais tempo o cérebro tem para reconhecer cognitivamente  exatamente o que estamos fazendo e eventualmente reagir de acordo com a saciedade.

4. Aprecie sua comida

Quando você se sentar para comer, pense em todos os diferentes componentes dessa refeição. Qual o sabor disso? Qual é a textura? Com o que se parece? Quanto tempo levou para se preparar?

Quanto mais você aprecia e realmente experimenta sua comida, mais atento estará com suas ações e escolhas.

5. Coma uma variedade de alimentos 

Outra prática alimentar consciente é nutrir seu corpo comendo uma variedade de alimentos.

Um forma de manter seu sistema simples é garantir que você nutra seu corpo físico durante todo o dia, comendo uma abundância de alimentos integrais e à base de plantas. Os cinco incluem: proteínas, carboidratos não amiláceos ( fontes de amido ) gorduras saudáveis.

Quando você comer mude também as cores ( coma um arco-iria ). Isso ajuda a garantir que você está recebendo uma variedade de vitaminas e minerais.

6. Use todos os seus sentidos

Estamos destinados a experimentar nossa comida, o sabor, o cheiro tudo contribui para a experiência de comer.

Quando usamos nossos sentidos e realmente experimentamos nossa comida, estamos atentos e presentes naquele momento.

7. Pratique a alimentação consciente comendo à mesa

Sentar à mesa é outra ótima prática, principalmente porque muitos de nós podemos nos acostumar a comer em nossas mesas ou a comer no sofá. Precisamos treinar o cérebro para reconhecer que é hora de relaxar e comer.

8. Diário consciente

O registro no diário pode ser excepcionalmente benéfico para uma abundância de cenários diferentes, especialmente para a atenção plena.

Dedicar um momento ao diário sobre o que você gostaria que fosse seu relacionamento com a comida ou quais são as suas lutas alimentares podem ajudar a resolver a falta de determinação  ao longo do tempo. Não precisa ser formal ou regulamentado basta começar a escrever e ver aonde sua mente o leva.

O registro no diário pode ajudar a esclarecer seus pontos negativos e lutas, principalmente quando apresentados de maneira tangível.

9. Utilize Meditação

A meditação desempenha um grande papel na alimentação consciente. Meditação é sobre ganhar consciência e perspectiva. Permite observar seus pensamentos e sentimentos sem julgamento.

O objetivo da meditação coincide diretamente com o da alimentação consciente. Quando usado em conjunto, você pode aprender a entender seus hábitos e tendências alimentares e fazer mudanças conscientes sem julgamento ou culpa.

COMO VOCÊ PODE COMEÇAR A COMER CONSCIENTEMENTE 

Praticar a alimentação consciente pode ter uma influência positiva significativa em sua vida. Seu próximo passo é colocar isso em prática. O que você pode tirar deste texto  e o que você pode experimentar hoje ou praticar todos os dias?

Vanessa Bonafini

http://www.vanessabonafini.com.br

 

Batido de Banana com Manteiga de Amendoim e Chocolate

Este Smoothie de Banana com Manteiga de Amendoim e Chocolate é uma maneira deliciosa e fácil de nutrir seu corpo a qualquer hora do dia!

Falando sério, essa combinação clássica de sabores é super satisfatória, e além de simples de ser combinada. As probabilidades são de que você já tem todos esses itens básicos na despensa, portanto fique à vontade para saborear este smoothie fácil de manteiga de amendoim e banana sempre que quiser!

A estrela desta receita é a manteiga de amendoim, e aqui está o porquê, ela contém proteínas, potássio e fibras, tornando-a uma adição rica em nutrientes a qualquer refeição ou lanche saboroso.

Proteína:

Todos nós sabemos que a manteiga de amendoim é rica em proteínas  2 colheres de sopa fornecem cerca de 8g de proteína.A proteína é especialmente importante porque está envolvida na saúde digestiva, reconstruindo tecidos e músculos, energia, produção hormonal, saúde imunológica como anticorpos, enzimas, estrutura e armazenamento  transporte de outras moléculas. A proteína faz parte de cada célula do nosso corpo.

Fibra:

Manteiga de amendoim é uma boa fonte de ambos os tipos de fibra  solúvel e insolúvel. A fibra é importante por muitas razões. Saúde digestiva, colesterol reduzido, risco reduzido de doenças cardíacas e diabetes e até prevenção de alguns tipos de câncer.

Potássio:

A banana é uma grande fonte de potássio, um mineral importante no corpo humano que regula um equilíbrio saudável de fluidos no corpo. Também é um mineral importante para ter um coração saudável,  pois ajuda a manter a pressão sanguínea saudável.

Opção Otimizador:

Como com todos os smoothies aumenta o conteúdo de proteínas adicionando seu pó de proteína à base de plantas favorito. Aqui, utilizei o de chocolate, o meu preferido.

Ingredientes:

1 xícara de leite de amêndoas  

2 colheres de sopa de manteiga de amendoim orgânica

2 colheres de sopa de cacau em pó orgânico 

1 banana congelada

Instruções:

Misture todos os ingredientes até ficar homogêneo. Adicione o gelo e jogue nibs de chocolate para decorar. Sirva imediatamente.

Vanessa Bonafini

http://www.vanessabonafini.com.br

PÊSSEGO E BURRATA CAPRESE.

Esta versão está cheia de pêssegos doces, presunto de Parma, burrata e tomates deliciosos e suculentos, manjericão fresco. Eu amo pêssegos ele equilibra o presunto salgado e a burrata cremosa. Pra os verões da Flórida é perfeito.

PÊSSEGO E BURRATA CAPRESE.
INGREDIENTES
  • Tomates não muito maduros
  • Pêssegos Maduros
  • Burrata
  • Prosciutto
  • Folhas De Manjericão Fresco
  • Azeite
  • Sal E Pimenta
INSTRUÇÕES
  1. Corte os tomates, tempere com sal e pimenta e deixe descansar em uma toalha de papel enquanto prepara os ingredientes restantes.
  2. corte os pêssegos, rasgue ss fatias de presunto em 2-3 pedaços e fatie finamente o manjericão.
  3. Em um prato, alterne a disposição dos tomates, pêssegos, presunto e folhas de manjericão sem cortes.
  4. Adicione a burrata ao centro do prato e regue tudo com azeite, sal e pimenta. Cubra com as folhas de manjericão em fatias finas antes de servir.
Vanessa Bonafini

7 HÁBITOS MATINAIS HOLÍSTICOS PARA AUMENTAR A IMUNIDADE

A imunidade tem sido um tópico importante nos últimos meses. Na preocupação do COVID19, as pessoas começaram a examinar mais profundamente a importância de um forte sistema imunológico.

Quando nosso corpo é forte e saudável, podemos combater invasores nocivos, como bactérias e vírus, muito mais rapidamente e com mais eficiência. Podemos não pegar esse resfriado ou gripe circulando no trabalho e se caso tiver os sintomas serão muito menos graves e voltaremos muito mais rápido.

Nos últimos anos, tornei-me cada vez mais consciente de quão importante é um forte sistema imunológico em sentir e parecer o meu melhor.

Diante de alguns meses estressantes, todo cuidado é pouco com nossa imunidade e correr o risco de ficar inflamada. Eu tive que dar um grande passo para trás e começar a recriar uma vida que apoiaria e curaria meu corpo, mente e alma e, por sua vez, meu sistema imunológico.

Uma das maneiras que me ajudou a voltar à saúde foi criar uma rotina matinal e realmente continuar com ela. Rotina tinha sido uma coisa difícil para eu praticar no passado  tenho certeza que muitos de vocês podem se encaixar da mesma maneira ! Mas desde o objetivo que coloquei nos meus dias, e particularmente na minha manhã, a vida mudou dramaticamente para mim. Sou muito mais produtivo e me sinto muito menos estressado.

Hoje, reuni uma lista abrangente das principais coisas que você pode fazer durante sua rotina matinal para ajudar a aumentar a imunidade, ganhar mais energia e sentir-se incrível!

1. Faça um smoothie ou elixir rico em nutrientes

Uma das melhores maneiras de obter um monte de alimentos saudáveis ​​e suplementos all-in-one é um smoothie ou elixir.

Para os smoothies, gosto de jogar frutas, legumes e pós de suporte imunológico, como uma mistura de pó verde ou superalimento. Eu recomendo adicionar uma boa variedade de frutas e vegetais para garantir que você obtenha uma variedade de vitaminas, minerais e muita fibra (pense em frutas mistas e verduras). Ao escolher uma base para o seu smoothie, sugiro leite de nozes sem açúcar, sucos verdes, iogurte ou água.

Frutas inteiras contêm fibras, o que diminui o fluxo de açúcares na corrente sanguínea, mas o suco de frutas direto, por outro lado não contém fibras e muito açúcar é quase como adicionar refrigerante ao seu smoothie!. Por isso não uso suco de frutas como base para smoothies.

DICA: Tente adicionar um pouco de gel de aloe vera para aumentar o sistema imunológico. Apenas certifique-se de que é o gel, não o suco da folha inteira … é um laxante importante! ( você deve encontrar em lojas de produtos naturais).

Outra das minhas maneiras favoritas de obter propriedades que estimulam o sistema imunológico é um delicioso elixir para saborear. Eles podem ser feitos de várias maneiras diferentes  quentes ou frios, e com uma variedade de diferentes superalimentos ricos em antioxidantes, especiarias, ervas, café, etc. Normalmente eu os faço com água quente ou leite de noz como base, gordura como óleo de coco ou ghee, um   depois misture tudo com os ingredientes restantes.

Um bom exemplo seria um elixir de cacau com cogumelos medicinais, ( mas eu não sei se encontra fácil no Brasil ). Estes são cogumelos medicinais com propriedades excepcionais de fortalecimento imunológico.

2. Pratique ioga ou faça um treino

Mover nossos corpos é uma das melhores maneiras de melhorar nosso sistema imunológico. Quando nos exercitamos, a linfa (um fluido que contém glóbulos brancos, água, nutrientes e oxigênio) circula mais rapidamente por todo o corpo chegando aos locais que mais precisam mais rapidamente.

O exercício regular também pode ajudar os pulmões a se livrarem de vírus e bactérias no ar associados a infecções do trato respiratório.

Atualmente, você pode encontrar on-line o que parece ser uma quantidade ilimitada de recursos de ioga e treino, se quiser fazer uma aula no conforto da sua própria casa.

Lembre-se porém, muito exercício é definitivamente uma coisa e pode realmente diminuir o sistema imunológico devido ao excesso de estresse no corpo. É ideal mover seu corpo todos os dias, pode ser uma caminhadas ou ioga, e obter um treino suado e de maior intensidade algumas vezes por semana, se possível.

3. Tome um café da manhã cheio de comidas saudáveis 

Cerca de 70% do nosso sistema imunológico está realmente no nosso intestino, com tecido linfóide situado em todo o trato digestivo. Nossas bactérias intestinais realmente se comunicam e trabalham junto com o sistema imunológico do intestino para manter a homeostase ( equilíbrio ).

Por causa disso, você quer ter certeza de que está alimentando seus intestinos com a melhor comida possível. Isso significa um monte de fibras, além de gorduras e proteínas de boa qualidade.

Também é importante consumir alimentos que são livres de produtos químicos / pesticidas, quanto menos possível. 

Um ótimo exemplo de café da manhã seria um shot de imunidade com limão , cúrcuma, pimenta preta, frutas vermelhas ou uma torrada de grãos e Ghee suco verde. Ambos são meus favoritos pessoais e me mantêm cheio por horas!

Se você tiver problemas gastrointestinais crônicos, como inchaço, refluxo ou ácido, pode estar lidando com disbiose ou SIBO. Isso pode sobrecarregar o sistema imunológico de modo que a cura do intestino é imprescindível se você deseja ter a melhor mais saúde.

4. Pegue um pouco de sol

Nas últimas décadas, cada vez mais o medo se desenvolveu sobre o papel que o sol desempenha no câncer de pele. Hoje em dia muitos de nós utilizamos protetor solar antes de deixar o sol chegar perto da pele (ou simplesmente evitamos). Mas o que devemos lembrar é que o sol nos fornece importante vitamina D.

Esta vitamina (que na verdade não é uma vitamina, é um hormônio!) Demonstrou ter implicações muito sérias no sistema imunológico quando deficiente.

Agora eu não estou dizendo para não usar qualquer forma de proteção solar sempre , mas o que foi mostrado é que a nossa pele não pode absorver corretamente a vitamina D quando se está com protetor solar.

Se você tiver tempo pela manhã, sente-se ao sol (em ambientes fechados ou ao ar livre) com seu smoothie ou elixir e aproveite de 10 a 20 minutos de sol sem proteção solar. Mesmo que esteja nublado estudos mostram que você ainda pode obter cerca de 80% dos raios UV que normalmente receberia se fosse um dia claro!

5. Faça respiração / meditação

Você já teve uma semana super estressante, e ficar doente no final pode ser muito fácil ? Isso ocorre porque o hormônio do estresse cortisol tem um efeito imunossupressor. Quando acalmamos o sistema nervoso diminuímos a quantidade de cortisol liberado.

Usar nossa respiração e meditação como ferramentas para reduzir o estresse é algo mostrado repetidamente para funcionar e funcionar bem . Pessoalmente prefiro fazer isso logo depois de acordar antes de começar o meu dia.

Aplicativos como Headspace e Calm são excelentes para meditações guiadas, e o Método Wim Hoff é uma técnica de respiração que mostra benefícios impressionantes em diminuir a resposta ao estresse aumentar a oxigenação e por sua vez melhorar nossa imunidade.

Você também pode tentar esta técnica de respiração simples e eficaz que uso com freqüência para aliviar o estresse: inspire pelo nariz por 4 segundos, segure por 4 segundos e solte pela boca por 6 segundos e repita até sentir o batimento cardíaco desacelere.

6. Tente andar descalço 

Descalço é a idéia de que com o pé no chão (o chão real , não o piso ou o chão do quarto), você pode diminuir a inflamação, melhorar o sono e sua imunidade geral.

Como é dito que funciona, os elétrons negativos da Terra combatem os radicais livres carregados positivamente em seu corpo. Esses radicais livres são normalmente criados por fatores inflamatórios, como estresse ou toxinas. O andar descalço os neutraliza o que por sua vez melhora o sistema imunológico.

Essa teoria foi demonstrada em numerosos estudos científicos como muito promissora, e também existem alguns documentários que exploram como o andar descalço pode curar.

Minha maneira favorita demandar descalço é simplesmente sair e pisar na grama com . Faço isso sempre que posso! Pode ser ler um livro, fazer alguns alongamentos ou dar um passeio em um parque.

Por isso que nossos avós falam deixam a criança na terra para criar imunidade, hoje faz todo sentido.

7. Tome um banho frio

Ok, ok, eu sei que essa não é a maneira mais confortável de aumentar a imunidade, mas a ciência mostra que funciona!

Diz-se que a terapia com água fria causa a contração dos vasos linfáticos. Isso força o sistema linfático a bombear líquidos linfáticos por todo o corpo rapidamente, removendo os resíduos muito mais rapidamente. Isso também traz glóbulos brancos para áreas do corpo que podem precisar de ajuda extra.

Demonstrou-se que quanto mais você faz isso, mais benéfico consegue portanto é uma prática diária ideal.

Serei honesta ainda tenho que fazer isso diariamente. Mas uma ou duas vezes por semana eu vou tomar banho completamente frio por cerca de um minuto antes de sair. Respiro fundo e tento não ficar tensa demais e depois me sinto tão energizada.

E para mim só isso vale o minuto de desconforto!

Ter um sistema imunológico forte e equilibrado significa mais energia e uma sensação geral de bem-estar. Também pode significar pele clara e brilhante e mais tempo para fazer as coisas que você deseja fazer .

Assumir o controle de sua saúde pode ser uma das coisas mais poderosas que você faz em sua vida.

Vanessa Bonafini

http://www.vanessabonafini.com.br

Cogumelos poderosos: aumentam a função imunológica e a saúde do cérebro e protegem-se contra o câncer

Os cogumelos parecem quase mágicos na promoção de benefícios à saúde. Do combate às infecções respiratórias ao câncer, essa variedade de pequenos fungos são gigantescos guerreiros.

Descubra os tipos e benefícios dos Cogumelos

Fortalecer o sistema imunológico

Os fitoquímicos do cogumelo, como o beta-glucano, aumentam a atividade de vários tipos diferentes de células imunológicas, incluindo células assassinas naturais, que atacam e destroem células cancerígenas e infectadas por vírus.

Pensa-se que as ações imunológicas dos cogumelos ajudem o organismo a atacar de maneira mais eficaz os invasores microbianos e o desenvolvimento de tumores. De acordo com um estudo realizado com voluntários saudáveis ​​que comiam cogumelos branco diariamente, os cogumelos também podem ajudar a prevenir infecções, aumentando a produção de imunoglobulina A salivar, as imunoglobulinas são anticorpos secretados pelas superfícies mucosas (como o sistema digestivo e o trato respiratório) para proteger contra infecções. Foram encontrados resultados semelhantes para o shiitake em pessoas saudáveis: após 4 semanas de comer 5-10 seca g de cogumelos Shiitake diária, houve um aumento na salivar imunoglobulina A. O sistema imunológico nos protege contra infecções e também câncer. Muitos ensaios clínicos investigaram extratos concentrados de polissacarídeos de cogumelos como um tratamento auxiliar para melhorar a função imunológica em pacientes com câncer.

Os cogumelos são únicos no câncer de mama, impedindo efeitos.

Um estudo notável descobriu que o consumo frequente de cogumelos (10 g, ou aproximadamente um cogumelo por dia) foi associado a uma diminuição de 64% no risco de câncer de mama. Uma meta-análise estimou que a ingestão de cogumelos resulta em uma redução de risco de 4-6 por cento por grama de cogumelos consumidos por dia. Considera-se que os cogumelos protegem contra o câncer de mama, principalmente porque inibem uma enzima chamada aromatase, que produz estrogênio. Diversas variedades de cogumelos, especialmente os cogumelos botão branco e portobello, geralmente consumidos, têm forte atividade anti-aromatase

O consumo de cogumelos não protege apenas contra o câncer de mama. Alguns cogumelos contêm lectinas especializadas (como ABL em cogumelos comuns brancos, cremini e portobello) que reconhecem as células cancerígenas e impedem que as células cresçam e se dividam. Os beta-glucanos de cogumelos interagem com as células imunes, promovendo uma resposta imune antitumoral. Além disso, os cogumelos branco, cremini, portobello, ostra, maitake e reishi contêm compostos bioativos com potencial para atividade anticâncer. Esses fitoquímicos de cogumelos têm efeitos anti-angiogênicos, anti-proliferativos e outros anti-câncer, que foram estudados em relação ao câncer de estômago, colorretal, mama e próstata.

Cogumelos protegem o cérebro do estresse oxidativo 

Os cogumelos são a fonte alimentar mais rica da antioxidante ergotioneína especializada; todos os cogumelos contêm um pouco de ergothioneine, mas os cogumelos de ostra contêm mais. Outras fontes alimentares significativas de ergothioneine incluem farelo de aveia, feijão preto de tartaruga e feijão vermelho. Muitas células humanas possuem uma proteína transportadora cuja principal função conhecida é trazer a ergotioneína para a célula.

Estudos sobre fatores alimentares e saúde cognitiva em adultos mais velhos, particularmente na Ásia, descobriram que um maior consumo de cogumelos ou níveis de ergotioneína no sangue estavam associados a uma melhor saúde do cérebro

A ergotioneína é encontrada em quase todos os tipos de células e tecidos humanos e tende a se acumular nos tecidos expostos a altos níveis de estresse oxidativo. O cérebro é um desses tecidos e existem altos níveis de produtos de oxidação devido à sua alta atividade metabólica, e as mitocôndrias, em particular, são o local de maior estresse oxidativo. O DNA mitocondrial não possui os mesmos mecanismos robustos de proteção e reparo que o DNA comum; portanto, o DNA mitocondrial é mais suscetível a danos oxidativos. Pensa-se que o dano oxidativo às mitocôndrias seja um dos principais contribuintes para doenças neurodegenerativas, como a doença de Alzheimer e a doença de Parkinson. A proteção das mitocôndrias pela ergotioneína pode proteger o cérebro contra danos oxidativos, ajudando a prevenir doenças neurodegenerativas.

Os cogumelos só devem ser consumidos cozidos. Vários cogumelos culinários crus contêm pequenas quantidades de uma substância potencialmente cancerígena chamada agaritina, e o cozimento de cogumelos reduz significativamente o conteúdo de agaritina.  cogumelos adicionam sabores e texturas exclusivos aos pratos de vegetais e são deliciosos combinados com ervas frescas. A combinação de cogumelos com a família das cebolas, vegetais verdes e crucíferos e também o feijão, cria refeições deliciosas, saudáveis ​​e poderosamente protetoras.

O livro Super Immunity e também  Eat for Life, ( não sei se tem tradução no Brasil ) o médico Joel Fuhrman, MD discute os benefícios dos cogumelos para a saúde.

Vanessa Bonafini

Compreendendo a conexão estresse e depressão

O cortisol é um hormônio do estresse  muito viciante. A serotonina é um hormônio “feliz”  não viciante, muito procurado.

Você já ouviu pessoas se gabarem de que elas funcionam melhor sob pressão e, embora você possa pensar que essas pessoas são apenas procrastinadoras, há alguma verdade nisso. O estresse pode mantê-lo alerta e motivado e é a resposta do seu corpo ao perigo. Quando seu corpo se sente ameaçado, seu sistema nervoso libera adrenalina e cortisol – os hormônios do estresse , fazendo com que seu coração bata mais rápido e sua pressão arterial suba. O estresse prepara seu corpo para fugir ou lutar e pode melhorar o desempenho e ajudá-lo a enfrentar desafios, no entanto a execução no modo de perigo por períodos prolongados pode ter efeitos negativos na sua saúde.

Sintomas de estresse

Os sintomas de estresse nem sempre são reconhecíveis e podem assumir o controle quando você menos os espera. O estresse geralmente afeta os padrões de sono, níveis de energia, apetite e desejo sexual, mas também pode ter sintomas menos óbvios.

Nosso humor e emoções também são afetados pelo estresse. Se formos pressionados demais no trabalho ou em casa, podemos reagir com raiva durante a maior parte do tempo, ficando excessivamente emocionais e até demonstrando inquietação e agitação. Por outro lado, o estresse também pode fazer com que uma pessoa se desligue completamente e congele sob pressão, algumas pessoas descrevem o sentimento como estando paralisado por fora, mas explodindo por dentro.

Estresse e Depressão

Segundo o WebMD, o estresse contínuo ou crônico leva ao aumento do cortisol e à redução da serotonina e de outros neurotransmissores no cérebro, incluindo a dopamina, que tem sido associada à depressão. A depressão, por sua vez também pode ser considerada um estressor crônico, tornando esse tipo de problema.

Para aqueles que já sofrem os efeitos debilitantes da depressão adicionar estresse pode complicar ainda mais as coisas. Especialistas chamam essa conexão de efeito de inflamação, essa teoria supõe que os episódios depressivos iniciais podem desencadear mudanças na química e no sistema límbico do cérebro que o tornam mais propenso ao desenvolvimento de futuros episódios de depressão. Com base nessa teoria até pequenos estressores podem levar a um episódio depressivo se a pessoa já estiver vulnerável. 

O que é estressante para você?

Para interromper o estresse, você precisa primeiro identificar o que o estressa é o seu trabalho? sua família? tráfego ? uma pessoa ou evento específico ? Evite essas circunstâncias para evitar a exposição prolongada ao estresse. Se seu corpo sentir necessidade de ser ampliado o tempo todo ele se acostumará a esse estado e será mais difícil diminuí-lo.

É muito difícil eliminar completamente o estresse da sua vida diária, a maioria das coisas está fora de seu controle. Mas é possível adaptar seu estilo de vida para que as coisas que você controla possam ajudá-lo a relaxar. Técnicas de ioga, meditação e respiração profunda podem ajudar seu sistema a se acalmar e permanecer relaxado e coletado sob pressão.

Lembre-se de discutir esses estressores com seu terapeuta ou médico. Aceitar que você esteja estressado não é um sinal de fraqueza ou suavidade e confiar em um amigo ou membro da família pode ajudá-lo a evitar outras complicações. Lembre-se de que o estresse pode ser um inimigo complicado e pode assumir o controle se você permitir. 

Quando não digo a verdade, toda a verdade nada além da verdade meu corpo estressa e estou sob a influência do cortisol  que, com o tempo se torna minha norma. Mesmo quando coisas boas acontecem, eu interrompo a minha preocupação  com algo qualquer.

Por outro lado, quando admito totalmente toda a verdade sobre minha vida e o que mais importa para mim, fico grata por ter uma saúde tão boa, por todos os momentos especiais com meus filhos e meu marido, pelas calorosas conexões com meus amigos e pela minha fé na bondade da vida suprema  então experimento paz, satisfação  uma inundação de serotonina. Som Pollyanna-ish? Não é que eu goste de tudo o que acontece, mas pesando os presentes da minha vida contra os meus desafios sem contestação!

O passado acabou. Ele me entregou a este momento. O futuro ainda não é real. Estou livre para efetuar minha vida daqui para frente, no entanto faz sentido para mim neste momento respondendo à vida à medida que ela se desenrola, sabendo absolutamente que Vida, Deus e Força é “Para” mim. Porque é. Simples assim.

Vanessa Bonafini

http://www.vanessabonafini.com.br

Salada de couve com molho de cenoura e gengibre

Salada de couve arco-íris com molho de cenoura e gengibre

Como fazer uma salada de couve

Gosto de construir saladas de couve com uma variedade de sabores e texturas, por isso acrescento cranberries secos macios, abacate cremoso,  grão de bico torrado crocante , gergelim crocantes e legumes frescos ralados e fatiados a esta receita de salada de couve.

Coloque tudo em camadas e depois misture e polvilhe tudo com o molho de cenoura e gengibre. Sirva a salada imediatamente. 

Molho de Gengibre e Cenoura 

  • ½ xícara de cenoura assada picada , a partir de 3/4 xícara de cenoura crua
  • 1/3 a ½ xícara de água
  • ¼ xícara de azeite extra-virgem
  • 2 colheres de sopa de vinagre de arroz
  • 2 colheres de chá de gengibre picado
  • ¼ colher de chá de sal marinho

Salada

  • 250 gramas de grão de bico assado 
  • 1 molho de couve , hastes removidas, folhas rasgadas
  • 1 colher de chá de suco de limão
  • ½ colher de chá de azeite extra-virgem
  • 1 cenoura pequena ralada
  • 1 beterraba vermelha pequena ralada 
  • ½ rabanete de melancia , em fatias finas
  • 1 abacate em cubos
  • 2 colheres de sopa de cranberries secas
  • ¼ xícara de gergelim pretas torradas
  • 1 colher de chá de sementes de gergelim brancas
  • Sal marinho e pimenta do reino moída na hora

Instruções

  • Faça o molho e asse o grão de bico,  pré-aqueça o forno a 200 ° C e forre uma assadeira grande com papel manteiga. Misture o grão de bico com um fio de azeite e polvilhe com pitadas de sal e pimenta. Coloque os pedaços de cenoura para o molho em seu próprio canto na assadeira para assar ao lado do grão de bico. Asse por 25 a minutos ou até que o grão-de-bico esteja dourado e crocante e as cenouras estejam macias.Coloque o grão de bico torrado de lado. Transfira as cenouras para um liquidificador e adicione a água, o azeite, o vinagre de arroz, o gengibre e o sal. Misture o molho até ficar homogêneo e leve à geladeira até a hora de usar.
  • Coloque as folhas de couve em uma tigela grande e regue com suco de limão, ½ colher de chá de azeite e algumas pitadas de sal. 
  • Adicione a cenoura, beterraba, rabanete de melancia, metade do abacate em cubos, cranberries, gergelim preto , mais algumas pitadas boas de sal e algumas moagens de pimenta e misture. Regue generosamente com o molho de cenoura e gengibre. Cubra com o abacate restante, mais molho, o grão de bico torrado e polvilhe com as sementes de gergelim branca .Tempere a gosto e sirva.

Variações de Salada de Couve

  • Adicione uma pitada de queijo feta para uma mordida salgada e picante.
  • Eu uso beterraba crua nesta receita, mas algumas beterrabas  fatiadas seriam deliciosas.
  • Se você não é fã de grão-de-bico, tente adicionar tempeh, tofu ou lentilha cozida para obter uma proteína . Aumente a salada misturando um grão como quinoa 
  • Troque seu molho por molho de tahine açafrão, pesto seriam alternativas deliciosas ao molho de cenoura e gengibre.

Vanessa Bonafini

http://www.vanessabonafini.com.br

Mentalidade para a vida

De um modo geral, existem duas abordagens muito diferentes para a mentalidade de uma pessoa e os resultados obtidos em qualquer uma delas geralmente estarão em extremos opostos do espectro.

Uma maneira de abordar as coisas é conhecida como “mentalidade fixa” e a outra é chamada de “mentalidade de crescimento” e, predominantemente aqueles com mentalidade de crescimento geralmente têm mais sucesso em qualquer empreendimento em que escolhem participar.

MENTALIDADES FIXAS

Aqueles com a mentalidade de “mentalidade fixa” tendem a sentir que suas habilidades, potencial e habilidades são pré-determinados e não podem ser aprimorados, enquanto aqueles com essa mentalidade estão abertos à idéia de que sempre há espaço para melhoria se eles estão dispostos a trabalhar o suficiente nisso.

Os que estão na categoria “fixo” tendem a se sentir impotentes sobre qualquer capacidade de manipular suas habilidades e talentos pré-ordenados, possivelmente genéticos, enquanto os que estão na categoria de crescimento são muito mais otimistas sobre quem está dando as ordens em relação à sua própria aptidão e competência.

Existem algumas outras diferenças significativas em relação a essas duas atitudes em relação ao conceito de mentalidade e quanto controle uma pessoa tem sobre suas próprias vidas.

O principal é o modo como uma pessoa vê erros ou obstáculos e a atitude que ela promove quando surgem os obstáculos inevitáveis….

Por exemplo, aqueles com uma mentalidade fixa tendem a desencorajar-se facilmente por impedimentos e são muito mais propensos a “jogar a toalha”, por assim dizer, no primeiro revés, enquanto aqueles com uma mentalidade de crescimento são muito mais otimistas em suas perspectivas e adote uma abordagem mais oportunista dos problemas, o que significa que eles “tiram o melhor proveito disso” e tentam transformar a negatividade em uma chance de aprender e, com sorte, crescer a partir de qualquer obstáculo que possam encontrar.

Dado o que já se entende sobre as duas abordagens opostas à mentalidade, claramente a mentalidade fixa não deixa muito espaço para crescimento, aprendizado ou prosperidade pessoal, enquanto a mentalidade de crescimento é a opção mais saudável e positiva que provavelmente maximizará o sucesso de um indivíduo. e subsequente felicidade geral na vida.

Também é importante, ao discutir este tópico específico, considerar as maneiras pelas quais nossa mentalidade pode nos afetar, além da capacidade de crescer, prosperar e ter sucesso.

MENTALIDADE E SAÚDE

Por um lado, existe o conhecimento de que nossa mentalidade pode ter um grande impacto em nossa saúde e bem-estar físico, em que uma pessoa que tende a ser constantemente desencorajada ou deprimida tem muito mais chances de ter essa mentalidade sombria suprimir seu sistema imunológico, o que, por sua vez, significa que aqueles com uma mentalidade fixa são mais propensos a doenças e tendem a demorar mais para se recuperar de qualquer doença à qual a atitude derrotada deles os submeta.

Pessoas com uma mentalidade de crescimento tendem a adoecer com menos frequência e certamente tendem a ser mais felizes e saudáveis.

Geralmente, é acordado entre psicologia e outros especialistas profissionais sobre o assunto que, em última análise, qualquer pessoa tem controle sobre qual mentalidade escolhe, o que significa que simplesmente porque alguém está operando com a mentalidade fixa por qualquer parte ou por toda a vida, isso não significa que eles não possam optar por fazer a transição para uma mentalidade de crescimento muito mais positiva, independentemente da fase da vida em que se encontrem.

Isso significa que há notícias esperançosas para aqueles que se vêem presos à mentalidade pessimista de que sua atitude fatalista em relação a suas realizações e sucesso não precisa ser permanente e sempre pode ser aprimorada.

Vanessa Bonafini

http://www.vanessabonafini.com.br