Jejum Intermitente e Câncer

Você pode está se perguntando se deve seguir a tendência da dieta do jejum intermitente? Bem além da regulação aprimorada do peso, parece que o jejum está associado a um benefício mais significativo. Atualmente existem evidências crescentes de que ele pode desempenhar um papel crítico no tratamento e na prevenção do câncer. 

O que há com o jejum e o câncer  como a prática de comer com restrição de tempo reverte ou impede os efeitos do câncer? Se sua curiosidade foi despertada me acompanhe para saber mais sobre o jejum e câncer .

O jejum cura o câncer?

Compreensivelmente você ainda não está convencido e pensando que o jejum cura o câncer, certo???
 Bom sabemos que o câncer é incrivelmente complicado, afinal. Além de o câncer não ser uma doença única cada variedade de câncer também difere significativamente da outra. Suas preocupações serão tratadas em breve. Mas primeiro vou dar um passo atrás e explicar o que é o jejum intermitente.

O que é o jejum intermitente?

O jejum intermitente é um padrão alimentar que alterna entre períodos de jejum programado (não comer) e comer. A variante mais comum do jejum intermitente é o 16 e 8, onde você come todas as refeições dentro de uma janela de oito horas e não come pelo restante do dia. Veja não é nada complicado. 

Então como esse padrão de alimentação pode ajudar no tratamento do câncer? Aqui estão as quatro maneiras pelas quais o jejum intermitente ajuda no câncer.

Inverte o efeito de condições crônicas

Condições crônicas  como obesidade e diabetes tipo 2  são fatores de risco para câncer. As pesquisas já demonstraram a ligação entre os dois distúrbios de saúde mencionados anteriormente e os maiores riscos de vários tipos de câncer e menores taxas de sobrevivência.

De acordo com esse argumento se pudéssemos reverter a progressão da obesidade e do diabetes tipo 2, poderíamos por sua vez prevenir o câncer. Mas como? Bem através do jejum intermitente. Um estudo de 2014 com restrição de tempo descobriu que protege os ratos contra a obesidade e doenças metabólicas como o diabetes tipo 2.

Portanto, os resultados acima sugerem que o jejum pode ser uma provável cura para o câncer.

Promove a autofagia

A autofagia é um processo celular no qual seu corpo decompõe partes das células para reutilização posterior. A autofagia não só é essencial para manter a função celular adequada, mas também ajuda a defender as células do corpo. 

Acredita-se que esse processo com base em vários estudos realizados em ratos seja capaz de prevenir o câncer, isso ocorre porque os estudos demonstraram uma correlação entre a falta de autofagia e os níveis mais baixos de genes supressores de câncer.

Existe uma maneira fácil de aumentar os níveis de autofagia? Um  estudo de 2017 realizado em ratos diz que sim, os pesquisadores encontraram uma correlação positiva entre o jejum intermitente e um aumento nos níveis de autofagia. Como tal é hipotetizado que uma alimentação com restrição de tempo pode diminuir o risco de câncer.

Melhora a qualidade de vida durante a quimioterapia

A possibilidade de que o jejum possa melhorar a qualidade de vida dos pacientes com câncer durante a quimioterapia pode surpreendê-lo, mas é verdade. De acordo com um estudo de 2018 realizado em pacientes com câncer de mama e ovário, a prática do jejum melhorou sua tolerância à quimioterapia. 

Mais especificamente os participantes relataram menos efeitos colaterais induzidos pela quimioterapia e níveis mais altos de energia em comparação com aqueles que não jejuaram. Além de melhorar a qualidade de vida dos pacientes, também vale mencionar que uma combinação de jejum e quimioterapia demonstrou retardar o progresso do câncer de mama e de pele. 

Um estudo de 2016 descobriu que os métodos combinados de tratamento estimulavam maior produção de células progenitoras linfoide comuns (CLPs) e linfócitos infiltrantes de tumores. Agora  por que isso importa? Bem os CLPs são as células precursoras dos linfócitos  glóbulos brancos  conhecidas por matar tumores.

O estudo acima também observou que o jejum de curto prazo aumenta a sensibilidade das células cancerígenas à quimioterapia enquanto protege as células saudáveis.

Melhora o sistema imunológico para combater melhor o câncer

Como você provavelmente já sabe, as células-tronco são incrivelmente importantes para nós devido às suas habilidades regenerativas. Em um estudo de 2014 os pesquisadores descobriram que o jejum pode ativar a renovação e o reparo de células-tronco do sistema imunológico.

Além de reduzir os danos às células o estudo também demonstrou a capacidade do jejum intermitente de repor os glóbulos brancos e substituir os danificados. Não sabe o que são os glóbulos brancos? Bem os glóbulos brancos são os defensores do seu corpo eles combatem infecções e eliminam potenciais células causadoras de doenças.

Um dos efeitos colaterais comuns da quimioterapia é uma diminuição no número de glóbulos brancos no corpo de um paciente. Como resultado a pessoa com câncer enfrenta um momento muito mais desafiador quando se trata de evitar infecções e se recuperar do câncer.

Felizmente, como mencionado o jejum demonstrou aumentar a produção de células-tronco no corpo levando a um aumento nos níveis de glóbulos brancos.

Prevenção de dores de cabeça ao jejuar

Agora você está convencido dos benefícios do jejum intermitente no câncer? Espere antes de prosseguir e incorporar esse padrão alimentar em sua vida diária, aqui está um aviso. Por mais fantástico que seja o jejum tem efeitos colaterais e as dores de cabeça  são um deles. 

Mas é claro que você não deve negar a si mesmo de colher os benefícios do jejum intermitente por causa de dores de cabeça. Além disso existem algumas maneiras de impedir que eles atinjam você depois de descobrir o motivo por trás deles.

Causa # 1 – Baixo nível de açúcar no sangue

O jejum intermitente restringe o número de horas que você pode comer. Sem dúvida isso levaria você a consumir menos calorias do que normalmente. A diminuição de calorias pode levar a baixos níveis de açúcar no sangue em circulação uma causa comum de dores de cabeça. 

Embora o seu corpo acabe se ajustando à ingestão mais baixa de calorias ao longo do tempo, você também pode resolver o problema com suas próprias mãos fazendo alterações no seu cardápio. 

Durante a janela de alimentação tente alocar mais calorias às gorduras em vez de carboidratos. Se o fizer afastará o seu corpo da dependência do açúcar como combustível e você terá menos chances de sofrer graves flutuações no açúcar no sangue quando jejuar.

Aqui estão algumas boas fontes de gordura na dieta se você suspeitar que pode sentir dores de cabeça:

  1. Abacates
  2. Queijo
  3. Chocolate escuro
  4. Peixe gordo
  5. Nozes

Causa # 2 – Desidratação

Pode ser fácil esquecer a ingestão de água quando você está em jejum. Mas seu corpo requer o equilíbrio adequado de eletrólitos e fluidos para o bom funcionamento. Quando você perde água por meio de atividades diárias mais rapidamente do que pode ser reabastecida, corre o risco de ficar desidratada.

Quando seu corpo está desidratado seu cérebro pode encolher ou contrair temporariamente devido à perda de líquidos. Como resultado seu cérebro se afasta do crânio, causando dor  um termo conhecido como ‘dor de cabeça por desidratação’. E é por isso que é incrivelmente essencial observar sua ingestão de água quando se trata de jejum intermitente para obter benefícios do câncer.

Você deve beber pelo menos metade do seu peso corporal. Assim por exemplo se você pesa atualmente pesa 60 kg precisa consumir pelo menos 4 litros de água por dia. 

No entanto lembre-se de que você pode precisar de mais líquidos do que o recomendado por estas diretrizes gerais. Ajuste a ingestão de água de acordo com o clima, exercícios e necessidades pessoais.

Para todos os amantes da cerveja, observe que o álcool não conta! Por quê? Bem porque o álcool é excepcionalmente desidratante e não faria absolutamente nada na prevenção de dores de cabeça relacionadas ao jejum. 

O crescente corpo de literatura científica em estudos com animais em jejum intermitente mostra que ele tem o potencial de prevenir o câncer. Além disso o jejum intermitente pode desempenhar um papel no próprio tratamento do câncer pois pode reduzir os efeitos colaterais induzidos pela quimioterapia.

Então se você está em cima do muro quando se trata de praticar jejum intermitente aqui está mais um benefício a ser adicionado ao argumento dos profissionais. E enquanto você observar sua ingestão de gorduras e consumo diário de líquidos estará livre de dores de cabeça relacionadas ao jejum. O jejum intermitente tem muito a oferecer. E ai  você está pronto para colher seus benefícios?

Eu aconselho quando iniciar começar no jejum de 12 horas, porque você tem o sono que pode ajudar e ai você vai direto para o almoço não esqueça de cuidar da sua refeição e também de tomar muita água.

Vanessa Bonafini

http://www.vanessabonafini.com.br

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s