UM GUIA PARA INICIANTES SOBRE ALIMENTAÇÃO CONSCIENTE

Almoços de fim de semana sempre foi uma coisa importante para a nossa família, no meu caso antes de casar era muito importante para os meus pais e posso garantir que meu marido aderiu na vida dele e depois com filhos na nossa. E como meu marido adora cozinhar e modéstia parte ele é muito feliz na cozinha diz que é a terapia dele e gosta de   agradar a todos aqui em casa mesmo que os desejos sejam diferentes rsrsrs. Ele adora passear pelos corredores do mercado e pensar em algum prato diferente para família . E sem dizer que aqui no EUA os supermercados é um convite delicioso e saboroso com tantas possibilidades e diversidades de alimentos oragânicos e frescos. 

Aqui em casa meu marido e meu filho comem de tudo sem restrições , já minha filha é vegetariana e eu estou caminhando mais para ser 100% vegetariana, ainda tem algumas coisas que aprecio demais.

Então, quando li pela primeira vez sobre alimentação consciente em um artigo  acredito uns dois anos atrás do New York Times, fiquei intrigada e determinada  a colocar em prática na minha vida, mesmo já comendo super saudável alguns anos percebi que precisava mudar algumas coisas.

A alimentação consciente está enraizada na prática da atenção plena e nas práticas de meditação budista, mas na realidade é menos espiritual do que parece e definitivamente não exige que meditemos antes dos pratos ou do nosso jantar em absoluto silêncio. É simplesmente incentivar as pessoas a se concentrarem mais em experiências e momentos, apreciar pequenas alegrias e desenvolver algum tipo de consciência sobre o que estamos comendo por que e como.

Embora definitivamente não seja um conceito novo para os praticantes de atenção plena, está lentamente causando ondas no setor de saúde convencional, com um crescente corpo de pesquisas mostrando que pode contribuir para o desenvolvimento de hábitos alimentares saudáveis ​​e um relacionamento mais equilibrado com os alimentos.

O QUE EXATAMENTE É COMER ATENTAMENTE?

Mindfulness tornou-se um chavão bastante popular ultimamente. Mas como é o caso de muitos chavões, principalmente relacionados ao estilo de vida às vezes pode parecer um pouco obscuro .

E eu não gosto de obscuro. Eu gosto de concreto tangível e prático. Dessa forma sinto que posso entender o significado deles relacionar-me com eles e ter uma chance muito melhor de realmente incorporá-los em minha vida. Então quando se trata de alimentação consciente, aqui está o que isso significa para mim:

 Pensar na comida não apenas como uma necessidade mas também como uma fonte de diversão . Apreciar os sabores, cheiros, cores e a quantidade de trabalho necessário para preparar uma boa refeição além de elevar o ato de comê-la a uma experiência agradável.

 Estar em sincronia com meu corpo e tratá-lo bem . Saber o que é necessário para funcionar bem (não apenas o que devo comer mas também como devo comer). Isso inclui saber quanta comida eu preciso ou quantas vezes tenho que comer por dia. Isso é profundamente pessoal e todos nós temos que aprender a decodificar nossas próprias pistas e gatilhos físicos quando se trata de comer. Por exemplo especialistas podem dizer que é melhor fazer refeições menores ao longo do dia mas simplesmente não está funcionando para mim,  estou perfeitamente bem com três refeições regulares. Isso não significa que não posso ser saudável dessa maneira.

 Educar-me sobre comida e saber de onde ela veio . Ser informado sobre informações nutricionais básicas ler os rótulos dos alimentos saber como os alimentos são produzidos e de onde vêm. Saber o que está na estação também é uma parte essencial e muitas vezes esquecida, comprar produtos sazonais é importante para a nossa saúde (os valores nutricionais são os mais altos), para o meio ambiente (apoia a produção local e portanto para o nosso orçamento (os produtos sazonais geralmente são mais baratos).

+ Compras inteligentes de alimentos e diminuição do desperdício de alimentos . Estar atento a mim não é apenas um lema espiritual ou uma ferramenta de crescimento pessoal, mas também engloba uma compreensão mais ampla das consequências de minhas escolhas de estilo de vida. Planejar refeições e fazer compras de acordo, assim como tentar minimizar o desperdício de alimentos são fatores importantes para mim.

POR QUE PRECISAMOS PRATICAR MAIS ATENÇÃO EM NOSSOS HÁBITOS ALIMENTARES

Se não formos honestos conosco e devorar comida a uma velocidade relâmpago, sabemos que não é realmente bom. E embora a comida seja definitivamente uma necessidade também pode ser muito mais.

É uma parte importante da nossa cultura uma fonte de criatividade, uma experiência sensual e também uma experiência social. Como e o que comemos é importante para o nosso corpo para o nosso bem-estar, para a economia e o meio ambiente.

Infundir um pouco de atenção em comer pode nos ajudar a desenvolver um relacionamento mais equilibrado com a comida. Pode nos ajudar a aprender a ouvir e entender as dicas do corpo quando se trata de fome ou plenitude e reduzir o estresse ou a compulsão alimentar. Pode transformar momentos aparentemente comuns em pequenas experiências agradáveis. E acho que também pode nos ajudar a nos tornar consumidores mais inteligentes e mais conscientes. 

8 DICAS PRÁTICAS PARA ADOTAR UMA ALIMENTAÇÃO CONSCIENTE

OBTENHA EXPERIÊNCIA EM PRIMEIRA MÃO DE COMO OS ALIMENTOS SÃO FEITOS

Sou um grande fã dos mercados de agricultores. É uma experiência tão diferente do que colocar frutas, legumes ou outros produtos frescos em uma sacola plástica em um supermercado comum. A comida que você recebe no mercado é muito mais autêntica e fresca, você pode apoiar pequenos agricultores locais, conhecê-los e aprender sobre suas técnicas, eles adoram bater papo e explicar absolutamente tudo é muito bacana ver a preocupação de cada agricultor. 

Outra maneira de ficar mais íntimo com a comida é organizar experiências divertidas, como ir a fazendas desses agricultores, festivais gastronômicos, participar de uma colheita de morangos por exemplo é uma experiência gastronômica, pelo menos aqui no EUA isso acontece muito. E outra dica para todos é quando você estiver viajando vale a pena conferir as muitas oportunidades de comida local. Você realmente conhece novos alimentos frescos e cultura local. 

LEIA OS RÓTULOS DOS ALIMENTOS 

Saiba de onde é como foi feito e o que realmente está nele. Decodificar qualquer tipo de etiqueta pode parecer um desafio, mas na realidade precisamos apenas aprender o básico e todas essas palavras científicas se tornam menos assustadoras e facilmente digeríveis.

CRIE UM AMBIENTE DE ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL 

Dedicar um tempo para preparar uma boa refeição, arrumar a mesa usar utensílios de mesa simples mas bonitos pode ajudar a inserir um pouco de atenção nos nossos hábitos alimentares.

PRATIQUE COMER DEVAGAR 

Tente reservar bastante tempo para suas refeições, considere isso como uma chance de relaxar e descansar. Coma sem distrações mastigue bem a comida. Aprecie as experiências sensoriais  o cheiro sabores cores e textura. Cortar a comida em pedaços menores também é uma boa técnica que pode ajudar a diminuir o ritmo da sua alimentação.

NÃO JULGUE – OS OUTROS OU A SI MESMO 

 É importante ter calma com nossas próprias escolhas alimentares. Reconhecer problemas de peso ou saúde, bem como maus hábitos alimentares e tentar alterá-los ativamente é um bom começo. Mas em nossa eterna busca por um estilo de vida saudável também é fácil exagerar e sentir-se mal por todas as opções alimentares que não sejam saudáveis.

A atenção plena para mim é sobre equilíbrio . Eu nunca vi isso em termos de porcentagem mas se na maioria das vezes estamos ingerindo alimentos nutritivos, obtemos as proteínas, vitaminas e fibras necessárias.

UMA REFEIÇÃO CONSCIENTE POR DIA 

Acho que não é totalmente realista sugerir que comemos todas as refeições de maneira adequada, sentada, devagar, mas ainda devemos ter como objetivo comer com mais frequência dessa maneira. Especialmente se tivermos tempo se estivermos em casa ou comermos juntos em família. Comece com uma refeição por dia reserve um tempo para prepará-la bem e se possível  exclua as distrações (como a TV ou o telefone), coma devagar, preste atenção à comida à sua frente e aproveite a experiência. Eu diria que é um ritual para uma alimentação consciente.

TORNE-SE MUITO MELHOR NO PLANEJAMENTO DAS REFEIÇÕES 

Essa é uma área em que realmente preciso me concentrar para o futuro. Felizmente muitos de nós somos realmente  exagerados nas compras dos alimentos, que o diga meu marido ele sim é extremamente exagerado rsrsrsrs, sempre acha que  não comprou o suficiente. O planejamento de refeições é uma ótima maneira de estar atento à maneira como comemos e como fazemos as compras. Isso nos faz pensar mais sobre que tipo de comida vamos comer ou preparar nos próximos dias. Isso pode economizar dinheiro, porque podemos fazer compras com uma lista real e não passear sem rumo no supermercado, comprando tudo o que vemos. Também pode reduzir significativamente o desperdício de alimentos.

CRIE UMA DIETA NUTRICIONALMENTE EQUILIBRADA 

Eu não sou especialista em nutrição, mas tenho lido e estudado o suficiente sobre este tópico para ter pelo menos um entendimento justo de que tipo de nutrição nosso corpo precisa. Além disso também percebi ao longo dos anos que quanto mais equilibrada é minha dieta, menos desejo tenho por vários lanches desnecessário ao longo do dia. Só posso oferecer meu mantra habitual, pesquisa, pesquisa e um pouco mais. E vale a pena tentar.

Você pratica a alimentação consciente?

Vanessa Bonafini

http://www.vanessabonafini.com.br

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s