Como superar obstáculos e frustrações e tirar o melhor proveito deles

Às vezes na vida nos deparamos com obstáculos ou situações com as quais não concordamos, mas não podemos necessariamente fazer muita coisa. Pode ser uma decisão que alguém tomou que afeta você de alguma forma ou uma circunstância desfavorável. Se você está se sentindo preso ou frustrado em uma situação como essa e parece que seu mundo está desmoronando, saiba que independentemente do que está acontecendo, você tem controle sobre como escolhe reagir e, portanto, com que rapidez você se afasta. os sentimentos negativos. Abaixo estão os passos que eu uso para me manter calma e feliz, qualquer que seja o obstáculo que surja no meu caminho.1_AW5XqyaroN6VLCdG3IKuLw

Primeiras coisa  se você está se sentindo triste ou frustrado, a pior coisa a fazer é suprimir as emoções fortes que está sentindo.Vivemos em uma sociedade que nos ensina que chorar ou demonstrar emoção é um sinal de fraqueza e vulnerabilidade. O risco que isso representa é que, se você não deixar escapar as emoções, elas começam a se acumular dentro de você e, com o tempo pode levar a um colapso grave ou até a doenças físicas. Então, se você precisar chorar apenas chore o quanto precisar. Bota tudo pra fora. Você ficará surpreso com o alívio que sente depois.

Se você tem um amigo que tende a ter uma visão positiva da vida, pode ser uma boa ideia ligar para ele (a) e conversar com  sobre a situação. Muitas vezes quando estamos presos no meio de uma tempestade, é difícil olhar a situação objetivamente. Ter alguém para vê-lo da perspectiva de um espectador pode ajudá-lo a se distanciar da situação e talvez lhe dar idéias do que pode ser feito. Conversar sobre as coisas também pode ser uma maneira poderosa de liberar a tensão, da mesma forma que chorar.

Depois de deixar escapar pelo menos a primeira onda de emoções, tente se afastar da situação e avaliar objetivamente se há algo que você possa fazer a respeito. Se você não conseguir pensar com clareza e encontrar soluções, pode ajudar a “dormir com ela” ou, pelo menos, fazer algo um pouco envolvente e afastar sua mente do problema original. Isso ajuda seu cérebro a colocar idéias aparentemente não relacionadas que ele armazena e a criar soluções mais criativas.

Se você achar que há algo que pode fazer, comprometa-se a agir e apenas faça. Se você, no entanto, achar que não existe veja como você pode usar a situação a seu favor. Mesmo que você não consiga resolver o problema com satisfação total, sempre há maneiras de transformar a situação em seu proveito, em certa medida. No mínimo você pode ver a situação como uma lição valiosa para o futuro ou algo que o fortalece ou o impulsiona a crescer. As situações mais difíceis da vida podem ser aproveitadas se nos forçarem a buscar respostas, aprender e crescer. Também é bom lembrar que, às vezes o que parece uma maldição no momento, pode nos colocar no caminho de coisas muito melhores entrando em nossa vida. Tente relembrar outras dificuldades ou inconvenientes que aconteceram com você no passado. Provavelmente, você descobrirá que alguns deles realmente o levaram a algo ótimo acontecendo mais tarde, como encontrar alguém especial para você ou encontrar uma nova oportunidade única.

Por último, mas não menos importante depois de fazer tudo o que podia ativamente, certifique-se de aceitar o que aconteceu – aceite-o pelo que é e deixe-o ir. Perceba que recordar o que aconteceu repetidamente em sua mente não ajudará em nada e apenas prolongará desnecessariamente seu sofrimento. Você fez tudo o que pôde para poder escolher se deseja permanecer no estado de sofrimento ou se prefere seguir em frente e se permitir realmente se sentir bem. Isso é tudo o que preciso consciência de que você tem uma escolha e faz essa escolha. Escolha fazer algo que você sabe que faz você se sentir bem  faça um treino divertido, pegue um livro envolvente, saia para passear, resolva alguns quebra-cabeças, assista a uma comédia ou até mesmo tire uma soneca. Em breve você perceberá que tem mais controle sobre seu próprio bem-estar do que pensava ter. A chave é aprender a se desvencilhar dos problemas e desenvolver o hábito de pensar sobre problemas e obstáculos de maneira orientada para a ação, e não da perspectiva de uma vítima das circunstâncias.

Vanessa Bonafini

http://www.vanessabonafini.com.br

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s