A indústria farmacêutica está escondendo a cura?

Resultado de imagem para industria farmaceutica e o cancer ?

Já inventaram a cura do câncer? A suposição de que a cura do câncer já foi descoberta não é nada incomum.

O principal argumento utilizado pelas pessoas que defendem a tese de que a cura do câncer já foi descoberta é a de que seria financeiramente mais vantajoso para a indústria farmacêutica continuar fazendo o tratamento convencional, que pode ser custoso e demorado.

Nesse caso, se existisse uma cura do câncer, ela seria muito menos rentável, pois o paciente precisaria ser curado apenas uma vez e não haveria a necessidade de gastar dinheiro por tempo indeterminado com remédios e tratamentos, o que, por sua vez, colocaria os lucros da indústria farmacêutica no chão.

Afirmar que a cura do câncer já existe é uma afirmação ousada. Isso porque o câncer é um problema complexo que atinge o corpo humano.

O câncer pode ser definido como o crescimento anormal, acelerado e descontrolado de um tecido ou célula do corpo. Esse descontrole no crescimento gera um tumor, que nada mais é do que um aglomerado dessas células.

Ao contrário do que as pessoas imaginam, o câncer não é uma doença, mas várias doenças, que apresentam diferenças, particularidades e que, mais importante, são tratadas de maneiras diferentes.

Isso porque os tumores podem acontecer em diferentes áreas do corpo. Dessa forma, cada tipo de câncer apresenta sintomas, velocidade de crescimento e estratégias de tratamento diferentes.

Para se ter uma ideia, existem mais de 100 tipos de câncer e eles podem se desenvolver em qualquer lugar do corpo, causando sintomas diferentes e exigindo tratamentos diversos.

Câncer não se refere somente a uma doença, mas a um conjunto de doenças, que se manifestam de maneiras diferentes, em tecidos diferentes causando sintomas diferentes.

Por esse motivo, não faz sentido falarmos sobre a cura do câncer, mas sim sobre as curas do câncer.

O que todos os cânceres têm em comum é justamente a divisão celular incontrolável, causada por uma mutação genética repentina. Acontece que cada câncer é causado por um conjunto diferente de mutações genéticas.

Os especialistas da área médica normalmente são categóricos com relação à cura do câncer. Uma única cura funcional para todos os tipos de câncer é cientificamente impossível.

Uma única cura não funcionaria para todos eles, porque existem mais de (100) tipos de câncer.

A verdade por trás supostas curas do câncer

Existem diversas histórias envolvendo a cura do câncer. Muitas delas entram em detalhes sobre a vida do pesquisador e como ele foi calado pela indústria farmacêutica.

O grande problema é que as histórias contadas nos vídeos e textos perdidos pela internet variam bastante entre si e contam detalhes imprecisos, incorretos ou então manipulam toda a história.

Alguns tipos de câncer, entretanto, têm cura. O câncer de próstata, de tireoide, o melanoma e o câncer de mama são alguns exemplos. Mas, novamente, isso não é verdade para todos os outros tipos de câncer. Mas,  isso não é verdade para todos os outros tipos de câncer.

Todos nós já fomos somente uma célula, quando o espermatozoide do pai se uniu ao óvulo da mãe e, a partir daí, formou o corpo inteiro. O que o câncer faz é usar algumas das estratégias utilizadas na formação do nosso corpo para formar o tumor. O dia em que nós tivermos um conhecimento completo do câncer, quando todos os tipos de câncer tiverem cura, passaremos a entender a vida inteiramente. Porque os mecanismos que o câncer usa são os mesmos que a vida utilizou para formar um ser humano, diz Paulo Hoff, ( diretor geral do centro de oncologia do Hospital Sírio – Libanês.

A verdade é que existe muitas controvérsias  entre indústrias farmacêuticas no mundo todo, segundo o médico dinamarquês Peter Gotzsche ele compara a indústria ao crime organizado e a considera uma ameaça à prática da medicina segura.

” Isso é fato, não é acusação. Ela a indústria sabe que determinada ação é errada, criminosa, mas continua fazendo de novo e de novo, É o que a máfia faz. Esses crimes envolvem práticas como forjar evidências e fraudes”, diz.

Assistindo a uma série chamada “The Truth About Cancer”, vi um médico falando o seguinte: “O dinheiro não está nas pessoas sadias. O dinheiro não está nas pessoas mortas. O dinheiro está nos doentes crônicos”. Essa foi uma frase marcante que ele utilizou para revelar a lógica por trás das formas de “tratar” as doenças pelo sistema convencional. Só que nem sempre a medicina foi assim.

Segundo o documentário, haviam faculdades de medicina nos Estados Unidos onde se ensinava técnicas de curas naturais como naturopatia, medicina com ervas e homeopatia até o final do século 19 e início do século 20. Essas abordagens levam o ser humano a se equilibrar mental, emocional, energeticamente, através de uma visão holística, o que leva a cura inclusive dos males físicos. Não havia uma única forma hegemônica de se praticar medicina.

A partir de uma determinada época a indústria passou a financiar as faculdades de medicina doando recursos que poderiam ser abatidos do imposto de renda. Isso tinha um ganho duplo. O primeiro, é que as empresas que financiavam ficavam bem vistas perante a sociedade por contribuir para o desenvolvimento da medicina. A segunda vantagem é que, quando alguém financia, esse alguém tem um grande poder pra decidir em que direção as pesquisas devem ser feitas.

Imagine uma companhia que fabrica medicamentos químicos e que doa 20 milhões de dólares pra pesquisa. Pra onde você imagina que ela vai direcionar as pesquisas? Obviamente, pra “solução” das doenças através de medicamentos que ela mesma fabrica.

Não faria o menor sentido uma empresa que vende medicamentos doar um valor pra pesquisa e dizer: “Nós queremos que vocês usem esse dinheiro da melhor maneira possível, e podem inclusive desenvolver uma forma de cura natural que não envolva nenhum tipo de química”. A indústria farmacêutica, como qualquer outra, precisa dar lucro e mostrar resultados pros acionistas.

A vasta maioria dos medicamentos que são fabricados são derivados de petróleo. Eu não sei se você já sabia disso, mas eu não fazia a menor ideia até ver esse documentário e confirmar com pesquisas que fiz na internet.

A indústria do petróleo, que era monopolizada pelo grupo Rockefeller nos Estados Unidos, descobriu que poderia manipular, através da química orgânica, as moléculas do petróleo e transformá-las em milhares de outros compostos químicos que poderiam ser patenteados. E assim foram criadas as drogas patenteadas.

As fundações Carnergie e Rockefeller, abraçaram a missão de reformar os cursos de medicina e estabelecer “a melhor forma” de se praticar medicina. A princípio poderia parecer uma coisa altruísta, mas, o que aconteceu foi o estabelecimento de um grande monopólio da medicina baseada na utilização unicamente de medicamentos químicos.

Uma outra coisa que é importante observar é que não tem como se ter um grande lucro com produtos naturais por que eles não podem ser patenteados. Um medicamento, pra que ele seja patenteado, tem que obrigatoriamente ser uma substância que não é encontrada na natureza.

Por isso a indústria não vai ter o menor interesse em financiar pesquisas com substâncias naturais.

A partir dessa mudança na medicina tudo o que era natural e não baseado em medicamentos químicos passou a ser gradativamente considerado como algo não científico e atrasado. As práticas naturais foram perdendo força e muitos profissionais dessa área chegaram a ser perseguidos. Com o passar do tempo a medicina alopática passou a ser “A Medicina”.

Além de exercer uma influência poderosa no que é ensinado nas faculdades, a indústria bilionária começou a financiar políticos e passou a ter representantes defendendo seus interesses infiltrados no congresso e no poder executivo.

Vivemos numa sociedade em que busca-se que as necessidades humanas sejam cada vez mais mercantilizadas.

Minha pergunta é a seguinte : As autoridades de saúde têm afirmado há anos que estão à beira de uma cura para o câncer com o advento de tratamentos novos e mais eficazes. Mas se esses novos medicamentos realmente são uma forma eficaz de manter o câncer sob controle, então por que os diagnósticos de câncer estão aumentando a um ritmo sem precedentes?

 

Vanessa Bonafini

Para quem tiver interesse no livro do médico

 

Resultado de imagem para cancer

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s