INCA lista os melhores alimentos para a prevenção do câncer; Veja quais são eles

Frutas, legumes, verduras, cereais integrais e leguminosas são alimentos ricos em antioxidantes, e por isso ajudam a prevenir o câncer

Frutas, legumes, verduras, cereais integrais e leguminosas são alimentos ricos em antioxidantes, e por isso ajudam a prevenir o câncer

Infelizmente, o aumento no número de casos de câncer no Brasil e no mundo é algo real. Ao mesmo tempo, isso se deve principalmente ao aumento da expectativa de vida, fazendo com que esse tipo de doença, mais comum em pessoas mais velhas, surja com maior regularidade. Mas alguns fatores podem reduzir as chances de qualquer um desenvolver algum tumor, e um deles é bem simples: a alimentação. “As escolhas alimentares são muito importantes. Enquanto alguns alimentos podem ajudar a proteger o corpo contra a doença, outros podem aumentar o risco de desenvolver câncer”, afirma o site do INCA, o Instituto Nacional de Câncer. Saiba quais deles são anticancerígenos de acordo com o próprio instituto:

Frutas devem estar presentes na dieta de forma variada

Uma das primeiras coisas que o INCA afirma é que é importante consumir alimentos in natura, isto é, naturais. Essa relação não é difícil de entender, já que de uma forma geral eles são ricos em antioxidantes. Esse fator, por sua vez, ajuda a combater os radicais livres e consequentemente evitam a oxidação das células, que é um dos fatores que gera o câncer. Além disso, o sistema imunológico fica fortalecido, o que evita o aparecimento de outras doenças.

É aí que entram as frutas, que de uma forma geral são ricas em vitaminas com forte fator antioxidante, como é o caso da C e da E. Além disso, cada uma delas traz um benefício diferente ao corpo, e por isso devem estar presentes em nossa dieta de forma variada. Se elas forem orgânicas, então, melhor ainda, pois esse tipo de alimento é essencial na prevenção ao câncer.

Legumes e verduras devem ser consumidos preferencialmente in natura

Enquanto as frutas costumam ser ótimas substitutas do açúcar pelo seu sabor adocicado, os legumes e as verduras ganham destaque em pratos salgados. Inclusive, embora o ideal seja comê-los crus, pois assim terão ainda mais antioxidantes, também é possível utilizá-los no preparo das mais diversas receitas. Macarrão de legumes, por exemplo, é uma ótima pedida, já que além de cortar o glúten da refeição ainda é um prato delicioso que pode ser servido no almoço e no jantar.

Cereais integrais são ainda mais poderosos quando combinados com as frutas

Normalmente quando falamos em alimentos in natura não pensamos nos cereais integrais, mas eles também são indicados pelo INCA para a prevenção do câncer. Inclusive, quando combinados com as frutas eles se tornam um alimento altamente rico em fibras e sugeridos para qualquer dieta. Mamão com chia, morango com granola e banana com aveia são apenas algumas sugestões que caem muito bem em qualquer lanche e, de quebra, ainda evitam que o corpo desenvolva o câncer.

Leguminosas além de evitarem o câncer ainda são ricas em minerais

Por fim, o INCA indica também o consumo de leguminosas, como o feijão. Lembrando que o grão-de-bico, a soja, a lentilha e até o amendoim fazem parte desse grupo. Além de ajudarem a prevenir o câncer as leguminosas ainda são ricas em diversos minerais, e por isso acrescentá-las na dieta é tão importante. Aliás, evite alimentos que possuam agrotóxicos, e isso vale qualquer um. Mas se não for possível não precisa se preocupar, pois esse não deve ser um fator que o impeça de consumi-los. “Não podemos abrir mão desses alimentos protetores, pois estudos indicam que a redução no seu consumo pode aumentar consideravelmente o número de casos de câncer”, afirma o site do INCA.

Evite consumir alimentos processados

Por fim, assim como a alimentação evita o aparecimento de câncer, ela também pode contribuir para que ele se desenvolva. Portanto, além de buscar consumir pratos preparados com ingredientes naturais é preciso evitar comidas processadas. “Vale lembrar que os resíduos de agrotóxicos podem também estar presentes nos alimentos ultraprocessados, como biscoitos, salgadinhos, pães, cereais matinais, lasanhas, pizza e outros, que têm como ingredientes o trigo, o milho, a cana-de-açúcar e a soja, por exemplo”, diz o INCA em seu site oficial.

E se você possui alguma dúvida a respeito da quantidade que deve ser ingerida diariamente, o instituto também esclarece essa questão. “A recomendação é consumir, no mínimo, cinco porções, ou seja, 400g por dia de vegetais, sendo duas porções de frutas e três de verduras e legumes sem amido, como cenoura, couve-flor, berinjela e tomate. Cada porção equivale a uma quantidade aproximada que caiba na palma da mão (80 g), do produto picado ou inteiro”.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s